Podem dizer o que quiser, mas a Porsche nunca se arrependeu de ter lançado o Cayenne, seu utilitário esportivo que é uma mácula para os fãs da marca, porém, um sucesso de vendas nos últimos anos.

Tanto assim que a Porsche foi mais longe e criou o Panamera, um cupê de luxo com quatro portas e muito estilo. Tal qual o Cayenne, ele também é uma ofensa para o clã ortodoxo de clientes que idolatram o 911, mas só em 2009 vendeu 10 mil unidades.

Não é para menos que a marca tenha decidido apresentar duas novas versões do modelo, Panamera e Panamera 4, justamente com o intuito de popularizar (no segmento de luxo, claro) o esportivo.

Equipadas com motor 3.6 litros V6 de 300 hp, as duas versões são mais baratas que o Panamera S e Panamera Turbo, mas entregam bom desempenho com um consumo de combustível modesto até – o Panamera com tração dianteira faz 10,8 km/l, já o Panamera 4, com tração integral, roda 10,4 km com um litro de gasolina.

Apesar de serem versões de entrada, elas trazem pacotes respeitáveis que incluem o câmbio PDK, de dupla embreagem, e o sistema Start-Stop, entre outros itens.

A Porsche lançará o Panamera e o Panamera 4 no Salão de Pequim em abril e já no mês seguinte começa a vendê-los na Alemanha por cerca de R$ 190 mil e R$ 205 mil, respectivamente.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/