Se você achou que apenas a chegada da nova geração da líder Toyota Hilux, acompanhada pela estreia das atualizações da Ford Ranger e da Chevrolet S10 seriam os destaques do segmento das picapes médias, o AUTOO vai mostrar que a categoria permanecerá mais aquecida do que nunca pelo menos até 2018.

Enquanto a Mercedes-Benz e a Renault serão as novatas na categoria, a novidade é que até mesmo o grupo PSA, responsável pelas marcas Peugeot e Citroën, confirmou que seu plano Push to Pass contempla uma picape de com capacidade de carga para 1 tonelada. Segundo a estratégia do conglomerado francês, estão previstos 16 novos veículos do grupo para a América Latina até 2021, que terão como meta ajudar a companhia a duplicar seus números de venda e triplicar os lucros.

A PSA destaca que é a líder no mercado de veículos utilitários na Europa, com 20% de participação, e quer trazer sua expertise para o mercado latino-americano. Caberá ao franco-brasileiro Frédéric Chapuis, até então diretor comercial da Citroën no Brasil, assumir o posto de diretor de veículos utilitários para América Latina. “Nossa estratégia de expansão é baseada em três pilares: eficácia comercial, pós-venda especializado para este tipo de cliente e know-how de produção de veículos para a categoria”, destaca o executivo.

Apesar da fala de Chapuis, é bom não esquecermos do completa fracasso que a Peugeot experienciou por aqui com a Hoggar, picape compacta derivada do mesmo projeto do 207. Na tentativa da Peugeot de não errar novamente, o site francês Automoto, responsável pela projeção que você confere nas imagens, traz uma informação interessante: é possível que a futura picape média da marca compartilhe a parte mecânica e estrutural com a Toyota Hilux. Até mesmo o motor 2.4 D-4D, assim como o sistema de tração 4x4, deverão ser fornecidos pela Toyota. Caberá à Peugeot realizar apenas algumas mudanças estéticas e talvez oferecer um acabamento interno diferenciado, algo em que os franceses se destacam. 

 
 
Renault Alaskan 2016
 
Renault Alaskan 2016
Renault Alaskan 2016
Renault Alaskan 2016
 
Renault Alaskan 2016
Renault Alaskan 2016
Nissan Frontier 2016
 
Nissan Frontier 2016
Nissan Frontier 2016
Nissan Frontier 2016
 
Nissan Frontier 2016
Nissan Frontier 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
 
Mercedes-Benz GLT 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
 
Mercedes-Benz GLT 2016
Mercedes-Benz GLT 2016
Renault Alaskan Concept
 
Renault Alaskan Concept
Renault Alaskan Concept
Volkswagen Amarok 2017
 
Volkswagen Amarok 2017
Volkswagen Amarok 2017
Volkswagen Amarok 2017
 
Volkswagen Amarok 2017
Volkswagen Amarok 2017
Volkswagen Amarok 2017
 
Volkswagen Amarok 2017
Volkswagen Amarok 2017
Projeção da futura picape média da Peugeot derivada da Toyota Hilux (crédito: Automoto)
 
Projeção da futura picape média da Peugeot derivada da Toyota Hilux (crédito: Automoto)
Projeção da futura picape média da Peugeot derivada da Toyota Hilux (crédito: Automoto)
Flagra da futura Renault Alaskan indica que a picape manterá os traços do conceito
 
Flagra da futura Renault Alaskan indica que a picape manterá os traços do conceito
Flagra da futura Renault Alaskan indica que a picape manterá os traços do conceito
 
 

Entre projetos compartilhados, a aliança Renault-Nissan prepara uma ofensiva em dose dupla. A Renault Alaskan, que deverá ser revelada em breve em sua versão de produção, vai compartilhar o projeto com a nova geração da Nissan Frontier, cotada para estrear em breve no Brasil. É bem possível que a Nissan utilize o Salão de São Paulo como o palco para a apresentação oficial do modelo. Já a Alaskan, por sua vez, deverá ser revelada ainda nesta semana e inclusive algumas imagens já vazaram na internet. Equipada com rodas aro 21” e farois full-LED, a futura picape da Renault deverá se diferenciar pelo conjunto mais sofisticado. Sob o capô ela deverá trazer um 2.3 biturbo a diesel de 163 cv, o qual também deverá ser compartilhado com a Nissan.

Ainda sobre a aliança franco-japonesa, outro filho do mesmo projeto de Alaskan e Frontier será a entrada triunfal da Mercedes-Benz no segmento inaugurando a Classe GLT. Já se sabe que ela contará com um poderoso 3.0 V6 turbodiesel com 258 cv e nada menos do que 63,2 kgfm de torque! Assim como a Ranger, Hilux e Amarok, a futura Mercedes-Benz GLT, bem como a Alaskan, também chegará ao Brasil importada da Argentina, país que de destaca como um importante produtor para esse tipo de veículo.

Por falar na Volkswagen Amarok, até o fim deste ano a picape média receberá várias melhorias no visual, em especial na dianteira, com a adoção de novo para-choque, grade frontal e conjunto óptico. O interior, que na picape atual carece de um visual mais sofisticado, deverá receber novo painel de instrumentos e uma central multimídia mais destacada. Só então, a partir do início de 2017, que a VW lançará na região o aguardado motor 3.0 V6 turbodiesel, com 224 cv e 56 kgfm de torque. Tudo isso dará a picape um nível de desempenho ímpar, sendo capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 7,9 segundos e atingir 193 km/h.

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |