Já imaginou a Fiat, ou melhor, o conglomerado Fiat Chrysler Automobiles tornar-se uma fabricante chinesa? Pois é, a quarta-feira ficou agitada no mundo das bolsas de valores após o jornal italiano Il Giornale reportar que a chinesa Guangzhou Automobile Group (GAC) estava planejando oferecer uma proposta para adquirir o controle acionário do grupo ítalo-americano.

Após a explosão do rumor, as ações da FCA listadas na bolsa de Milão chegaram a subir 3%, mas fecharam em queda de 0,1% após uma porta-voz da GAC negar que “no momento” a fabricante chinesa não possui qualquer intenção de compra de ações da FCA.

Vale destacar que as duas empresas operam em conjunto na China para a produção de veículos, já que a lei local impede que empresas estrangeiras operem no país sem um parceiro local. A GAC Motor, contudo, chegou a declarar em 2015 que gostaria de operar nos EUA a partir deste ano e a estrutura da Chrysler poderia ajudar nesse sentido.

A Guangzhou Automobile é a sexta maior fabricante da China e além da FCA também realiza parcerias com Honda, Toyota e Mitsubishi.

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |