Quem quer ser líder mundial de vendas tem a obrigação de investir pesado no mercado chinês. E é o que faz a Volkswagen por meio de sua subsidiária FAW, que acaba de anunciar 8 bilhões de yuan, cerca de US$ 1,17 bilhão, em uma nova fábrica em Foshan, na província de Guangdong, no Sul da China. Prevista para começar a funcionar em 2013, a nova planta terá capacidade para produzir 300.000 veículos por ano – entre eles, sete novidades. 

No ano passado, a VW já havia anunciado um gordo investimento de € 4,4 bilhões para a China, quantia que agora sobe para € 6 bilhões. "Com esses investimentos, pretendemos impulsionar a introdução de novos modelos e tecnologias avançadas no mercado chinês. Vamos atingir nossa meta de longo prazo, de dobrar nossas vendas para 2 milhões de veículos, de acordo com o plano", explica Winfried Vahland, CEO do Grupo Volkswagen na China.

A China é hoje o primeiro mercado do mundo, com 5,4 milhões de unidades comercializadas em 2009 – o Brasil, quarto colocado, vendeu no mesmo ano 1,3 milhões de veículos. A nova fábrica da Volkswagen em Guangdong fará companhia às plantas de Honda, Toyota e Nissan.

Rodrigo Mora

|