Embora Peugeot e Citroën mantenham um clima de cordialidade – ao contrário das irmãs Hyundai e Kia -, a verdade é que as duas marcas do grupo francês PSA vivem situações inversas. Enquanto a Peugeot despenca nas vendas a Citroën comemora o acerto no lançamento do C3 Aircross e em vender hoje mais que sua parceira.

Como se sabe, a Peugeot é a marca mais popular enquanto a Citroën é voltada para um público mais abastado, tanto assim que nunca teve um modelo popular no Brasil. Mas em 2011 a Citroën é a 8ª marca mais vendida e a Peugeot, a 10ª,  e ameaçada de perder o posto para a cada vez mais agressiva Kia.

Enquanto espera pelo sucesso do sedã 408 e a chegada de novidades para 2012, como o hatch 308 e a nova família 208, a Peugeot vê sua irmã nadando de braçada. O próximo capítulo dessa virada ocorre no dia 23.

É quando a Citroën lançará o C3 Picasso, uma versão civil do paramentado Aircross. Sem os acessórios estradeiros, o novo Picasso brigará diretamente com as minivans Meriva, Idea e Livina, mas com a vantagem de oferecer os mesmos itens que o Aircross trouxe como GPS integrado ao painel e o acabamento mais requintado.

De quebra, a Citroën guarda na manga uma versão automática que deve ser lançada no 2º semestre. Aliás, o C3 Picasso começará a chegar às concessionárias em junho em duas versões, GLX e Exclusive, mas é possível que ganhe uma terceira opção mais simples. Com isso, a meta de vender 10 mil unidades por mês não parece impossível. Azar da irmã Peugeot.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/