A NHTSA, órgão de segurança veicular dos Estados Unidos, vai investigar o Ford Fusion 2010. Segundo aponta o website Detroit News, quatro unidades do sedã apresentaram trincas nos parafusos das rodas, sendo que três unidades eram do mesmo lote e modelos com quilometragem baixa – entre 8.000 km e 17.500 km – e sem histórico de contratempos.

A publicação ainda afirma que os quatro veículos são equipados com rodas de aço enfeitadas com calotas, o que exclui parcialmente uma eventual investigação nos modelos à venda no Brasil, equipados apenas com rodas de liga de leve. Se realmente for constatada alguma falha no componente, a Ford pode ser obrigada a revisar mais de 280.000 Fusion nos EUA.

“Estamos cientes da investigação e vamos cooperar plenamente com o governo, como sempre fizemos”, afirmou Wes Sherwood, porta-voz da fabricante nos EUA, ao noticiário.  A NHTSA ainda alerta que as fissuras nos parafusos podem resultar na separação da roda do veículo, causando perda de controle e, consequentemente, acidentes.

Thiago Vinholes

|