A crítica situação do Japão deverá afetar o suprimento de peças para alguns mercados, por conta de paralisações temporárias já anunciadas. O temor da radioatividade, no entanto, está descartado. Segundo informações do site norte-americano Inside Line, Toyota, Honda e Nissan asseguram que seus carros exportados não estão contaminados com resíduos nucleares.

Isso porque, segundo as empresas, todas as suas plantas estão distantes dos reatores – exceto por uma fábrica de motores da Nissan. “Nós tomaremos todas ações necessárias para assegurar segurança”, tranquiliza, no entanto, o vice-presidente de Comunicações da Nissan, David Reuter. Já Mike Michels, da Toyota, dá um alento mais preciso: “nossos veículos são envoltos em plástico nos navios e lavados em nossas instalações de processamento antes de serem enviados às concessionárias”.  

Toyota, Honda e Nissan são algumas das montadoras que estão enviando ajuda às vítimas dos desastres no Japão.

Rodrigo Mora

|