Focada no novo Logan e no Fluence, que chega no final do ano, a Renault foi econômica na linha 2011 do Sandero. A versão de entrada, Authentique, teve seu kit Pack Plus visualmente incrementado: antes dotado apenas de ar quente e desembaçador e limpador do vidro traseiro, agora o pacote opcional oferece também maçanetas internas e difusores de ar na cor prata. Disponível apenas com motor de 1 litro, sai por R$ 29 690.

Em seguida vem a configuração Expression, que passa a vir de fábrica com espelhos retrovisores na cor da carroceria, além de manopla do câmbio com acabamento de alumínio e maçanetas e difusores de ar na cor prata. Com motor 1.0, custa R$ 32 440, enquanto a versão 1.6 sai por R$ 34 740. Tanto Sandero Authentique quanto Sandero Expression oferecem ar condicionado, direção hidráulica, CD player e travas e vidros elétricos apenas como opcionais. Por fim, o Sandero Privilége ganha rodas de liga leve aro 15 de série.

Uma alteração significativa na gama Sandero foi o motor 1.6 16V (107/112 cv) se tornar exclusividade da versão Stepway.

Rodrigo Mora

|