Durante todo este ano falou-se muito sobre a possibilidade da Volkswagen ingressar na Fórmula 1 nos próximos anos com uma equipe própria ou como fornecedora de motores. Entretanto, segundo a imprensa europeia, a marca descartou a entrada imediata na principal categoria do automobilismo, por conta dos altos custos de desenvolvimento. Mas a história não para por aí. Ainda de acordo com publicações do Velho Continente, o Grupo alemão pode entrar da F1 em 2013, quando o regulamento para motores será totalmente revisto.
 
Atualmente, o Grupo VW, por meio da Audi (a marca pertence ao conglomerado), corre na DTM (Campeonato Alemão de Turismo) e no Le Mans Series (Campeonato Mundial de Enduro), além de também participar do Rally Dakar e do Campeonato Mundial de Rali Cross Country sob a bandeira da própria Volkswagen. Mas a ideia da empresa, conforme diz a imprensa internacional, é aumentar sua presença no automobilismo mundial. Para isso, a fabricante mira o WRC (Campeonato Mundial de Rali de Velocidade) e a NASCAR, principal categoria de turismo dos Estados Unidos.
 
Tal como na F1, o regulamento do WRC também mudará radicalmente em 2013, o que facilitaria a entrada da VW no certame. Já o ingresso na NASCAR é uma interessante vitrine para a Volks aumentar sua participação no mercado automobilístico norte-americano. O carro escolhido para representar a marca na categoria pode ser o novo Jetta, de acordo com a mídia europeia.
 
Fugas das montadoras
 
Recentemente, a Fórmula 1 teve de lidar com uma fuga em massa de montadoras: BMW, Honda, Toyota abandonaram o campeonato. A Renault, que também cogitou sair, se manteve da disputa, mas reduziu drasticamente seus investimentos na equipe.
Thiago Vinholes

|