A obsessão por segurança da Volvo acaba de atingir outro patamar no Brasil. A marca sueca, que já era referência no assunto, lança durante o Salão do Automóvel o Volvo On Call, serviço que estará disponível em todos os veículos 0km comercializados a partir de dezembro próximo. Existente na Europa há 15 anos, o serviço no Brasil, garante a Volvo, tem nível de qualidade alinhado ao do Velho Continente.

O Volvo On Call parte do princípio que numa emergência, ou mesmo numa pane, fatores externos e a própria condição psicológica das vítimas podem dificultar o chamado por ajuda. No fervor de um acidente, por exemplo, nada mais instantâneo (e por isso seguro) do que simplesmente apertar um botão para solicitar socorro. Todos os carros da marca trarão a partir da data já mencionada dois botões: o vermelho, SOS, é destinado a emergências, enquanto o preto, On Call, serve para panes – um pneu furado ou falta de combustível, entre outros.

Seja qual for a situação ou o botão pressionado, o Volvo On Call estabelece uma comunicação entre os ocupantes e uma central de atendimento. Os atendentes têm à sua frente todas as informações necessárias sobre o carro, como nível de combustível, temperatura externa e interna (que pode indicar um possível incêndio), travamento das portas, possíveis danos e localização do veículo. Os ocupantes conversam com a central, explicam a situação, e recebem ajuda em poucos minutos, assegura a Volvo.

Digamos que num acidente grave motorista e passageiros perdem a consciência, e portanto ficam sem condições de ativar o botão SOS. Inúmeros sensores realizam um diagnóstico do carro e acionam a emergência do Volvo On Call automaticamente, e o resgate é enviado ao local – lembrando que o sistema funciona por GPS, informando a localização exata aos operadores.

O serviço vale, inclusive, para terceiros. Você está na estrada e se depara com um acidente: basta apertar o botão SOS e a central mandará ajuda ao local exato onde o chamado foi acionado. E você nem precisa ficar no local, basta explicar a situação à central e seguir viagem. Outra ajuda do Volvo On Call é o destravamento remoto das portas, caso o motorista esqueça a chave dentro do carro. No caso de roubo do veículo, o serviço também pode ser acionado, que bloqueará o veículo.

Para evitar disparos acidentais, é preciso apertar os botões durante dois segundos. E enquanto conversa com a central, não é necessário manter os botões pressionados.

“O Volvo On Call é um serviço independente e não precisa estar atrelado a nenhuma seguradora. Mas quem tiver seguro, terá um desconto de 20% a 25% na apólice graças ao serviço”, explica Marcio Luz, da Wireless Car, empresa controlada pela Volvo que opera o On Call.

Custo

O Volvo On Call não eleva o preço dos carros, já que é incorporado aos veículos – embora seu proprietário possa desativar a cobertura caso deseje. Nos primeiros dois anos também não haverá mensalidade. Após esse período, a Volvo estima que a adesão ao serviço custe cerca de R$ 20 mensais.

Contando atualmente com 28 operadores, a estrutura do Volvo On Call aumentará à medida que a montadora venda mais carros – com a chegada do S60, sua meta é comercializar 5.000 unidades em 2011.

Rodrigo Mora

|