A BMW tem dado atenção especial ao Série 1, seu modelo de entrada. Na semana seguinte à chegada da versão M Power ao cupê, as configurações mais "mansas" ganham uma leve reestilização. A plástica está nos para-choques, rodas e faróis, que também ganharam auxílio de LEDs. Internamente, há novos equipamentos e mais opções de revestimento, como o Vermelho Vermillon e o Marrom Marrakesh.

Não há alterações mecânicas: o Série 1 continua com os motores 3.0 de seis cilindros em linha, biturbo, de 306 cv; e 2.0 de quatro cilindros e 156 cv. O câmbio pode ser manual de cinco ou seis marchas ou automatizada de dupla embreagem e sete velocidades, dependendo da configuração.

Só quem não recebeu as alterações foi o Série 1 hatch. Isso porque a BMW prepara a nova geração do modelo, com mudanças mais profundas – e não apenas estéticas. As estreias dos novos Série 1 Coupé, Série 1 Coupé M e Série 1 Convertible ocorrerão no Salão de Detroit, em janeiro.

Rodrigo Mora

|