Executivos da Fiat descartaram a possibilidade de vender a Alfa Romeo para a Volkswagen ou qualquer outra montadora, "nem mesmo por uma tonelada de dinheiro", como esclareceu John Elkann, chairman da empresa italiana. A ideia já havia sido confirmada por Martin Winterkorn, que dissera à revista inglesa Autocar que a VW "poderia fazer da Alfa uma bela marca novamente".

Elkann descartou a possível venda alegando que a Fiat tem grandes planos para a Alfa, incluindo seu retorno aos EUA em 2012 – a Fiat já voltou ao mercado norte-americano com o 500. Já o CEO Sergio Marchionne foi mais pragmático: "A Alfa é parte da estratégia operacional da Fiat, e nós já fizemos muitos investimentos para agora nos livrarmos dela". No Brasil, a Alfa Romeo tem retorno previsto também para 2012.

Rodrigo Mora

|