A Volkswagen ainda é novata no ramo dos automóveis com motorização híbrida. Até o momento, a única opção da marca para o segmento é o Touareg Hydrid, que associa o motor 3.0 V6 TSI a outro elétrico para gerar a potência combinada de 333 cv. Mas o desenvolvimento continua e o próximo modelo para o nicho pode ser o novo Jetta.

Segundo declarações de Michael Hinz, diretor técnico do projeto Jetta 2010, ao website britânico Autocar, a versão do carro com motor elétrico auxiliar deve chegar às concessionárias da marca na Europa a partir de 2012. Ainda de acordo com Hinz, a base do propulsor alternativo ainda servirá à versão híbrida do Golf, também no mesmo ano.

Porém, o executivo da VW manteve em segredo as especificações técnicas do Jetta híbrido. Mas apurações do site inglês apontam que o carro poderá ser impulsionado pelo premiado motor 1.4 TSI (turbocompressor com sistema de injeção direta de combustível) de 150 cv com ajuda de outro elétrico alimentado por baterias de íon lítio com mais 27 cv. A administração da força ficará a cargo do câmbio DSG de 7 marchas e dupla embreagem, conforme publicado pela mídia inglesa.

Híbridos no Brasil

O público brasileiro acompanha no Salão do Automóvel de São Paulo o nascimento do segmento híbrido no país. No espaço da Ford, o destaque deste filão é o Fusion Hybrid. Com preço inicial já sugerido em R$ 133.000, o sedã alternativo da marca do oval azul possui o mesmo motor 4 cilindros 2.5 da série de entrada, mas ciclo Atkinson, em vez do tradicional Otto. Já o propulsor elétrico desenvolve 36 cv extras.

Outro carro híbrido à mostra no Salão e que em breve chega às lojas no Brasil é o Porsche Cayenne S Hybrid. Ainda em fase de homologação para o mercado nacional, a versão do SUV tem o mesmo conjunto motriz do VW Touareg Hydrid. Seu valor, entretanto, ainda não foi estipulado pela representante da fabricante no país.

Thiago Vinholes

|