Contato inicial: Jeep Renegade 2023 perde motor diesel, mas fica mais potente

Nova linha estreia até o Carnaval de 2022 com mudanças no visual e apenas motor 1.3 turbo flex de 185 cv
Ainda camuflado, Jeep Renegade 2023 foi testado pelo Autoo em Minas Gerais

Ainda camuflado, Jeep Renegade 2023 foi testado pelo Autoo em Minas Gerais | Imagem: Divulgação

O Jeep Renegade 2023 vai chegar no início de 2022 para corrigir um dos maiores problemas do carro. Sucesso de vendas desde seu lançamento, o carro sempre foi elogiado por seu conforto e comportamento, mas devia desempenho com o motor 1.8 flex. A melhor opção mecânica era o 2.0 turbo diesel, mas seu preço sempre foi mais alto. Isso será corrigido em breve, já que o modelo só terá o motor 1.3 turbo flex de 185 cv (etanol) ou 180 cv (gasolina), com 27,4 kgfm de torque.

Para saber como essa mudança mecânica impactou no comportamento do carro, a Jeep convidou o Autoo para andar com o carro antes mesmo do lançamento. Fomos até o autódromo de Curvelo, em Minas Gerais, para fazer um trajeto off-road preparado para o carro. Por enquanto não foi possível saber como será o visual do novo Renegade, mas já dá para antecipar que as lanternas são novas, assim como o visual dos para-choques. Haverá mudanças no interior também, mas havia uma camuflagem pesada por dentro que escondeu todos os detalhes.

No entanto, o objetivo desse primeiro contato era sentir se o motor turbo flex daria conta de substituir o 2.0 turbodiesel em trechos off-road. E, ao menos no cenário montado pela Jeep, o Renegade se saiu muito bem. Como o modelo testado era equipado com a tração integral, ele contava com a transmissão automática de nove marchas. As versões com tração dianteira terão o câmbio automático de seis marchas, como acontece com a Fiat Toro e o Jeep Compass.

Pé leve

Como o motor entrega todo seu torque a baixa rotação, era preciso aliviar o pedal do acelerador para não patinar e acabar atolando o Renegade. Porém, o carro demonstrou muita desenvoltura e superou o trecho de trilha e todos os obstáculos sem dificuldade. Nesse aspecto, a troca do motor diesel pelo turbo flex não deve fazer tanta diferença, já que o Renegade nem foi projetado para situações muito extremas na lama.

Caso seja necessário, como foi nosso teste, o modelo dá conta. Passamos por um trecho alagado, descemos uma rampa com 45º de inclinação para testar o auxílio de descida e depois passamos por um trecho bastante lameado seguido por uma subida íngreme. Na metade dela, paramos e aceleramos para demonstrar como o SUV consegue arrancar mesmo em uma pista de terra e com os pneus sujos de lama.

Se antes o Renegade era conhecido por ser lento e beberrão na versão flex, ao menos agora ele será bem mais potente e ágil. Por ora não é possível comentar sobre consumo, mas o desempenho melhorou da água para o vinho. E ao menos neste primeiro contato, o carro mostrou que mantém o bom conforto a bordo e o excelente conjunto de suspensão, como ficou atestado no teste de “caixa de ovos”.

Resta saber como serão os preços e as versões disponíveis. A promessa da Jeep é democratizar a tração 4x4, para que mais clientes tenham acesso a ela, justamente para poderem levar seus carros a lugares que a maioria dos SUVs não consegue ir. Vamos acompanhar os próximos passos, mas ao menos neste primeiro contato, a impressão que o Jeep Renegade 2023 passou foi bastante positiva. 

Recomendados por AUTOO

Youtube
Picape Fiat Titano

Picape Fiat Titano

Estreia da marca no segmento onde a Hilux domina, mas será que dá para peitar a Toyota?
Aviação
Rússia fabrica mais caças Su-34 enquanto Ucrânia destrói outros

Rússia fabrica mais caças Su-34 enquanto Ucrânia destrói outros

Mais um lote do jato de combate foi entregue, mas Força Aérea ucraniana diz ter destruído seis jatos russos em ataque de drone
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!