“Graças a Deus a greve acabou”, desabafa um vendedor de uma das quase 600 concessionárias da Volkswagen. O alívio do lojista se justifica pelo reabastecimento de seu estoque de Fox, drasticamente abalado pela grave realizada no início do mês passado na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Com média de 9.000 emplacamentos por mês, o compacto vendeu pouco mais de 4.000 unidades em junho.

Em todas as concessionárias da marca consultadas por AUTOO há o reconhecimento de que a greve abalou as vendas do modelo, e que agora a oferta do Fox volta à normalidade. A queda nas vendas pode, inclusive, tirar o compacto da até então confortável 6ª posição do ranking nacional, que poderá ser ocupada (ainda que provisoriamente) pele Ford Fiesta Rocam.

A greve na fábrica paranaense – que durou 37 dias e impediu, segundo a Volkswagen, que cerca de 20 mil carros fossem produzidos – também afetou Golf e CrossFox. O hatch médio, que habitualmente chega à casa dos 1.400 emplacamentos, vendeu pouco mais de 600 unidades neste mês. Já o aventureiro caiu de 2.000 para 672 unidades até ontem (29).

Rodrigo Mora

|