Atrasada, fábrica da JAC começa a ser erguida em novembro

Unidade deve ser inaugurada no 1º trimestre de 2016 e fabricará inédita família de compactos

Projeção da fábrica da JAC Motors em Camaçari | Imagem: JAC

Após uma série de imprevistos e contrariando alguns boatos, a fábrica brasileira da JAC Motors começará a ser construída em novembro, garante a montadora chinesa. Segundo a empresa, as licenças ambientais que faltavam foram obtidas e a linha de financiamento inicial, conseguida junto ao governo baiano, foi aprovada nesta quinta-feira (04).

“Falta apenas definir a construtora responsável pelas obras civis, que será anunciada em poucos dias, após análise das propostas no processo de licitação”, explica a JAC. A previsão é que a fábrica comece a produzir no 1º trimestre de 2016 – um atraso de mais de um ano, pelo menos.

Numa cerimônia que contou com vários políticos, a JAC lançou a pedra fundamental da sua primeira unidade no continente em novembro de 2012. A fábrica, localizada em Camaçari (BA), mesmo munícipio onde fica a Ford, deveria estar pronta nos próximos meses, segundo planejamento original. A ideia original era que a construção começasse no ano passado, mas a demora na obtenção de financiamento e de licenças ambientais paralisaram o projeto – apenas a terraplanagem foi concluída.

JAC J3
Divulgação

Modelos nacionais chegam em 2016 para o lugar do J3 e J3 Turin

Nesse meio tempo, a JAC passou por algumas transformações. A fábrica brasileira, que era bancada majoritariamente pela SHC, do empresário Sergio Habib, teve os papeis invertidos. Ao mesmo tempo, com as vendas em baixa, a marca fechou concessionárias e viu sua clientela se reduzir. Até mesmo a localização da fábrica acabou virando motivo de um rumor que dizia que a montadora pretendia mudar o projeto para o Rio de Janeiro.

Agora, com a confirmação da unidade, a JAC pretende estrear em 2016 com uma nova linha de compactos com três tipos de veículo – hatch, sedã e um pequeno SUV, a trinca que a maior parte das marcas trabalha hoje. Para compensar o tempo perdido, os chineses querem instalar em Camaçari um centro de desenvolvimento e uma pista de testes, além de já ter definida boa parte da lista de fornecedores – Usiminas (aço), Valeo (componentes elétricos), Autolin (painéis de portas),  Plascar (para-choques), Weldmatic (subconjuntos), Tudor(baterias), Hutschinson (acabamentos de borrachas) e Plilkington (vidros).

Até lá, a rival Chery terá uma vantagem importante na disputa entre os fabricantes chineses em território nacional.

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções