A Audi não está preocupada somente com a potência dos motores dos seus carros. Em toda apresentação de um novo produto, ela realça as qualidades do sistema de som Bang & Olufsen, uma referência no segmento. Opcional que varia de R$ 5 000 a R$ 10 000 dependendo do modelo, parecerá obsoleto se a Audi conseguir tornar real o Q7 com 62 alto-falantes (sendo cinco woofers e cinco tweeters) criado por ela e o Institute for Digital Media Technology. O atual Q7, equipado com o som Bang & Olufsen, tem 14.

Batizada de Wave Field Synthesis (algo como síntese de campo de ondas), a tecnologia busca a mais alta fidelidade, reverberando individualmente o som para cada passageiro, não importando sua posição no carro. O problema é que o avançado sistema ainda não encontra “produção sonora” compatível. Mas a Audi tem esperanças. "É como nas competições. Boa parte do que se põe à prova primeiramente nas pistas, aparece mais tarde adaptado aos modelos de rua”.

Rodrigo Mora

|