Avaliação: 5 acertos e 1 erro da nova Nissan Frontier 2023

Picape evolui para desafiar Toyota Hilux, Chevrolet S10 e cia.
Nissan Frontier 2023

Nissan Frontier 2023 | Imagem: Divulgação

Modelo que desempenha papel relevante na estratégia da Nissan para o Brasil, a Frontier estreia nesta semana sua linha 2023 com um bom pacote de evoluções. 

O facelift chega em um bom momento para a Frontier, que registrou, em janeiro deste ano, sua melhor performance comercial desde a estreia da geração atual, alcançando 950 unidades vendidas no mês e 12,5% de participação de mercado na categoria. 

Para detalharmos o que muda na Frontier 2023, listamos abaixo 5 acertos e um ponto onde a Nissan poderia ter dedicado maior atenção no projeto de renovação visual do modelo. Vamos, então, a eles: 

5 acertos 

1- Mecânica: a geração atual da Frontier chegou ao mercado trazendo soluções interessantes, algumas delas bem particulares do modelo, como é o caso da suspensão traseira mesclando eixo rígido com uma estrutura multibraço. 

Na linha 2023, a Nissan aprimorou ainda mais o comportamento dinâmico da Frontier ao realizar uma recalibração dos amortecedores e aplicar reforços estruturais no chassi, até então pensados pela Mercedes-Benz para sua Classe X, picape irmã da Frontier e da Renault Alaskan que foi descontinuada pela marca alemã. 

Claro que não esperamos de uma picape média convencional o mesmo nível de suavidade ao rodar presente em um automóvel, porém é raro encontrar no segmento uma representante capaz de aliar tão bem a questão do conforto para motorista e passageiros com a robustez necessária para transportar 1.043 kg de carga ou rebocar 3.500 kg. 

O arranjo da suspensão traseira também garante a articulação ideal para as rodas no uso off-road extremo, algo que conseguimos comprovar durante nossa avaliação da picape por trilhas na região de Puerto Iguazú, Argentina. 

Melhoria necessária para a Frontier, agora a nova versão topo de linha Pro-4X traz para picape o importante bloqueio do diferencial traseiro, complemento importante para o sistema de tração 4x4.

O freio a disco nas 4 rodas, algo raro na categoria, também auxilia a picape da Nissan a entregar uma frenagem mais eficiente na maioria das situações. 

2 - Tecnologia: evolução mais do que necessária, sem dúvida um grande avanço observado na Frontier 2023 é a bem-vinda introdução do Nissan Intelligent Safety Shield, nome dado pela marca ao seu pacote de assistentes de condução. 

No caso da Frontier, ele engloba o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa, alerta de pontos cegos, farol alto com comutação automática, entre outros. 

Com tudo isso, a Frontier 2023 aproxima-se da Ford Ranger em termos de conteúdo, a qual, há um bom tempo, era a única a oferecer recursos mais sofisticados de segurança em sua versão Limited. 

Ponto positivo ainda para a Frontier 2023 fica por conta do sistema de câmeras 360º, que auxilia a monitorar tudo o que se encontra ao redor do veículo e ainda conta com função off-road específica para analisar os obstáculos da via e evitar acidentes. 

Por uma questão de “escolha”, segundo explicou a Nissan, a fabricante não adicionou o piloto automático adaptativo na Frontier 2023, recurso que faria diferença em um veículo pelo qual grande parte dos proprietários optam para realizar deslocamentos rodoviários de longas distâncias. 

3 - Design: além dos aprimoramentos de estilo inaugurados pela Frontier 2023, como a nova grade frontal e o belo conjunto de faróis com projetores de LED para os catálogos mais caros, a Nissan aproveitou o momento de atualização visual da picape para melhorar também aspectos funcionais relevantes. 

A caçamba, por exemplo, ganhou 25 mm na altura perto da cabine e outros 50 mm na área próxima da tampa do compartimento, o que elevou a capacidade volumétrica para 1.054 litros. 

O novo para-choque traseiro, por sua vez, traz ainda um degrau para facilitar tanto o acesso bem como a arrumação das cargas na caçamba, enquanto a porta de acesso recebeu um mecanismo para suavizar a abertura e fechamento. 

Ainda falando sobre os para-choques, o redesenho das peças trouxe ganhos nos ângulos de ataque e saída, que passam para 31,6º e 25,7º. A Frontier 2023 também chega ao mercado ostentando uma boa altura em relação ao solo de 25,2 cm.    

Nissan Frontier 2023
Nissan Frontier 2023
Imagem: Divulgação

4 - Leque de versões: falando sobre custo/benefício e posicionamento de mercado, vale a pena ressaltarmos o leque de versões pensado pela Nissan para a Frontier 2023. 

A gama passa a ser composta por seis opções, sendo três inéditas. Entre os novos catálogos, merece destaque, por exemplo, a Frontier SE 4x4 (R$ 258.990), opção para quem deseja uma picape diesel 4x4 com câmbio automático e não faz questão de muitos equipamentos ou um acabamento diferenciado. 

Com isso, a Nissan expande o nicho de atuação da Frontier pelo segmento, além de oferecer o produto certo a quem está em busca de sofisticação superior (na nova versão Platinum) ou apelo off-road (Pro-4X). 

Falando um pouco sobre o custo de propriedade, a Nissan destaca que o plano de revisões até 60.000 km da Frontier 2023 custará R$ 7.677, o melhor do segmento, nas palavras da fabricante japonesa. 

5 - Eficiência: a Nissan não efetuou nenhuma substituição do conjunto motriz da Frontier, o qual segue baseado no motor 2.3 diesel com um (163 cv/43,3 kgfm) ou dois (190 cv/45,9 kgfm) turbocompressores. 

A Frontier 2023, contudo, traz agora a aplicação do sistema SCR para redução de emissões baseado no uso do aditivo Arla 32, que é reabastecido em um compartimento ao lado da tampa do combustível e a necessidade de abastecimento é avisada por meio de mensagem no painel de instrumentos.  

Segundo dados da Nissan, a Frontier manual 6 marchas (163 cv) entrega parciais de consumo de 9,5 km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada. 

No caso das opções automáticas, as médias são de 9,1 km/l em ciclo urbano e 11 km/l em rodovias, alguns dos melhores números do segmento. 

Um erro  

A ressalva para a Frontier 2023 fica para a parte interna da picape, região que merecia ainda mais aprimoramentos. 

Como já ocorria na agora extinta versão LE, o teto solar segue presente nos novos catálogos topo de linha, fazendo da Frontier o único modelo do segmento com tal recurso. 

Porém, uma nova central multimídia cairia muito bem na Frontier.

O aparelho atual, com tela de 8”, está longe de oferecer o layout mais moderno do segmento, bem como sua operação não é tão rápida e fluida como encontramos em outros modelos. 

Sobre esse aspecto, a Chevrolet S10, por exemplo, além de contar com uma central multimídia melhor resolvida, ainda tem a vantagem dos serviços de telemática fornecidos pelo OnStar e conta com Wi-Fi embarcado, itens ausentes na Frontier. 

Uma melhora no painel de instrumentos foi a colocação de uma tela de 7” TFT para exibir diversas informações da picape, entretanto o recurso não supre a falta de itens mais avançados de conectividade. 

Fora isso, apesar da troca do volante por uma peça semelhante ao que encontramos no Kicks e na nova geração do Versa, cairia bem um retoque profundo no habitáculo da Frontier, já que em sua linha 2023 o estilo do painel, console central e laterais das portas segue praticamente inalterado. 

Nissan Frontier 2023
Nissan Frontier 2023
Imagem: Divulgação

Conclusão 

A Frontier conquista aos poucos cada vez mais espaço entre as picapes médias e não é sem razão, uma vez que oferece um dos consumos mais baixos do segmento, preços de manutenção competitivos e destacada eficiência mecânica. 

Se está longe de ser uma referência em conectividade, algo que tornou-se uma prioridade para os consumidores, a introdução de um robusto pacote de assistentes de condução na picape certamente será algo que vai melhorar a competitividade comercial da Frontier a partir de sua linha 2023. 

Somando tudo isso aos diferenciais técnicos do modelo, com o freio a disco nas 4 rodas, a suspensão traseira mais elaborada e o câmbio automático de 7 marchas, temos na Frontier 2023 uma excelente opção para quem busca uma picape média racional. 

Nissan Frontier 2023
Nissan Frontier 2023
Imagem: Divulgação

Recomendados por AUTOO

Youtube
Picape Fiat Titano

Picape Fiat Titano

Estreia da marca no segmento onde a Hilux domina, mas será que dá para peitar a Toyota?
Aviação
Rússia fabrica mais caças Su-34 enquanto Ucrânia destrói outros

Rússia fabrica mais caças Su-34 enquanto Ucrânia destrói outros

Mais um lote do jato de combate foi entregue, mas Força Aérea ucraniana diz ter destruído seis jatos russos em ataque de drone
AUTOO
Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Siga o AUTOO em nosso canal no WhatsApp

Acompanhe as notícias sobre automóveis do site de forma mais rápida e prática!