Ele tem apenas três rodas (nenhuma com suspensão), o barulho do motor é altíssimo e leva apenas o motorista, que dirige com o corpo totalmente exposto ao vento. Falamos do De Dion Runabout, um carro que foi leiloado nesse domingo (9) por US$ 4,62 milhões (cerca de R$ 8 milhões). O motivo de seu preço atingir tal patamar é sua história: trata-se do automóvel mais antigo do mundo em funcionamento. Ele foi fabricado em 1884, ou seja, tem 127 anos.

O modelo arrematado nos Estados Unidos é uma das seis unidades do veículo remanescentes do mundo, mas apenas o exemplar leiloado mantém as condições de funcionamento. 

Fabricado da França pela De Dion-Bouton, uma das primeiras fabricantes de veículos autopropulsados, o Runabout é de um tempo em que os motores a combustão ainda engatinhavam, por isso sua forma de impulsão é o vapor. O veículo carrega à frente do banco do condutor uma caldeira e uma fornalha, onde é colocada a lenha para aquecer a água. É como uma locomotiva a vapor compacta de quase 130 anos.

De Dion Runabout
Divulgação

O motor do De Dion Runabout é movido a vapor. Para isso, o veículo leva uma fornalha e uma caldeira

Concebido como uma alternativa ao cavalo e carroças, o carro a vapor da De Dion podia alcançar 55 km/h e percorrer um trecho de até 32 km sem “abastecer”. O modelo leiloado também também participou da primeira corrida de automóveis registrada do mundo, que aconteceu nas ruas de Paris em 1887.

Thiago Vinholes

|