Carro terão controle de estabilidade de série na Argentina em 2018

Equipamento corrige a trajetória do carro em situações de perda de controle ou freada subita

Picape conta com controle de estabilidade | Imagem: Guilber Hidaka

Assim como no Brasil, airbag para motorista e passageiro e freios com sistema ABS passaram a ser equipamentos obrigatórios para os automóveis zero km comercializados na Argentina neste ano. Entretanto, ao que tudo indica, os "hermanos" já estão um pouco mais adiantados. A Agência Nacional de Segurança Viária da Argentina anunciou na última semana que os veículos oferecidos no país deverão ser equipados com controle eletrônico de estabilidade (ESP) de série a partir de 2018.

De acordo com o divulgado, o equipamento de segurança deverá estar presente em automóveis e comerciais leves de até 2,5 toneladas. Desde 2012, o item era obrigatório na Argentina apenas para ônibus de dois andares.

Outra novidade é que automóveis e veículos comerciais de até 2,5 toneladas serão obrigados a passar por teste de impacto lateral a partir de 2018, desde que sejam modelos novos. Já em 2022, todos os modelos disponíveis no mercado deverão ser submetidos ao teste.

Haverá ainda cintos de segurança traseiros inerciais de três pontos para os dois ocupantes do banco traseiro dos automóveis – cinto central não deverá ser obrigatório –, com validade a partir de 2016. Por fim, suporte para extintor deve estar presente nos automóveis e veículos comerciais a partir de 1 de janeiro de 2015.

Veja mais: Carros do Mercosul terão placas unificadas em 2016

Por conta disso, como há diversos automóveis produzidos na Argentina que são vendidos no mercado brasileiro, como é o caso do Ford Focus, Toyota Hilux e SW4, Volkswagen Amarok, Peugeot 408 e Ford Ranger, é possível que alguns desses modelos passem a oferecer ESP de série também no Brasil.