Carros argentinos retidos na fronteira já são 4,5 mil

Veículos esperam na alfândega por licenças de importação para entrar no mercado brasileiro

Picape VW Amarok é fabricada Argentina | Imagem: divulgação

O fim da emissão de licenças automáticas para entrada de veículos importados no Brasil já afeta seriamente o tráfego de veículos na fronteira do país com a Argentina, principal alvo da nova medida do governo Dilma. Segundo a agência AutoData, já passa de 4.500 o número de carros argentinos retidos na alfândega à espera das liberações, que podem levar até 60 dias para serem emitidas. Até o final deste mês o volume deve ultrapassar as 7.000 unidades.

A publicação ainda aponta que a indústria automobilística da Argentina já cogita reduzir os níveis de produção, ao menos que os governos dos países cheguem a um acordo para conter o conflito comercial. O Jornal Clarin apontou em reportagem nesta semana que as montadoras locais enfrentam dificuldade para estocar os automóveis destinados ao Brasil a ponto de precisarem alugar terrenos vizinhos às fábricas e utilizarem pátios de outras empresas.

Recomendados por AUTOO

Youtube
Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Modelo ganhou novo visual e alguns equipamentos interessantes. Assista
Aviação
Maior avião brasileiro está combatendo incêndios no Pantanal

Maior avião brasileiro está combatendo incêndios no Pantanal

Embraer KC-390 da FAB pode ser convertido para avião bombeiro. Veja como funciona
MOTOO
Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Uma das maiores montadoras do mundo, a gigante indiana construiu fábrica própria em Manaus para produção de motocicletas