Carros importados do México podem voltar a pagar 35% de imposto

Alta da moeda brasileira perante o dólar seria o principal motivo, diz colunista Sonia Racy do Estado de S. Paulo

VW Jetta | Imagem: VW

No ano passado o governo gerou polêmica ao sobretaxar em 35% os veículos importados de países fora do eixo Mercosul-México. Agora o que pode causar ainda mais discórdia entre os nossos dirigentes e as montadoras e afetar em cheio a escolha (e o bolso) do consumidor é a possível quebra do acordo automotivo firmado entre o Brasil e o México.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!