Chery inicia produção do Celer nacional em agosto

Nova fábrica também será responsável em breve pela produção do QQ; planta pode produzir 100 mil unidades por ano ano

Chery Celer com visual atualizado é o primeiro modelo chinês montado no Brasil | Imagem: Wendell Marques

Com obras iniciadas no segundo semestre de 2012, a fábrica da Chery em Jacareí (SP) começará a produzir automóveis de forma oficial. A empresa chinesa anunciou que seus primeiros modelos nacionais sairão da linha de montagem da nova unidade fabril no dia 28 de agosto, uma quinta-feira. De início, a marca produzirá o compacto Celer, nas versões hatch e sedã.

Para marcar o início da atividade produtiva da planta, a Chery recebeu o vice-ministro da Indústria e Tecnologia da China, Su Bo, e do presidente da matriz chinesa, Yin Tongyue. Trata-se da primeira fábrica da Chery fora da China.

Avaliação: Chery Celer não vem pelado, mas acabamento deixa a desejar 

As primeiras unidades a serem fabricadas em agosto serão de pré-produção – em junho, a montadora mostrou um Celer feito no Brasil, mas de forma artesanal, já que as máquinas ainda estavam sendo instaladas. A expectativa da marca é de um atingir volume de 100 mil veículos por ano.

Avaliação: Conheça o Lifan 530, o "Voyage" chinês

Ao todo, o investimento da Chery no território nacional para a produção dos automóveis ultrapassa a marca dos US$ 538 milhões (cerca de 1,2 bilhão de reais), sendo US$ 400 milhões para a unidade de veículos e US$ 138 para a de motores.

O novo Celer nacional, tanto na versão hatch como na sedã, adotará as mudanças implantadas no modelo vendido lá fora, com direito a novos faróis, grade e para-choques, além de mudanças sutis no interior, com painel totalmente redesenhado, volante multifuncional e central multimídia.

Depois do Celer, a Chery nacionalizará o subcompacto QQ, este provavelmente em sua nova geração, com lançamento previsto para o início do primeiro semestre do ano que vem. O novo modelo contará com visual mais moderno e também motor 1.0 litro de três cilindros, provavelmente com opção de transmissão automática do tipo CVT, item inédito no segmento.