Chevrolet lança a S10 flex com câmbio automático

Novas versões devem atrair público que hoje opta pela Fiat Toro. Preços começam em R$ 108 mil
Chevrolet S10 2018

Chevrolet S10 2018 | Imagem: Divulgação

Os tempos de liderança folgada acabaram para a S10. A picape média da Chevrolet vende menos que sua tradicional rival, a Hilux, e também anda sofrendo com a nova Toro, da Fiat, que se aproveita de uma ampla gama de versões flex com transmissão automática. O contra-ataque da GM vem agora com a linha 2018 da S10 que ganhou versões automáticas com o motor 2.5 flex.

Serão quatro versões, com acabamento LT e LTZ e opção de transmissão 4x2 e 4x4:

Chevrolet S10 LT 4X2 2.5 flex automática - R$ 107.990
Chevrolet S10 LT 4X4 2.5 flex automática — R$ 116.990
Chevrolet S10 LTZ 4X2 2.5 flex automática — R$ 122.990
Chevrolet S10 LTZ 4X4 2.5 flex automática — R$ 129.990

Todas elas usam o motor 2.5 CIDI com 206 cv de potência (etanol) e torque máximo de 27,3 kgfm. A transmissão escolhida pela GM é automática de seis velocidades com opção sequencial. Segundo a marca, ela usa o sistema ‘clutch to clutch’ (embreagem para embreagem) que resulta em trocas mais suaves, mas não se trata de um câmbio de dupla embreagem. O segredo é o uso de uma embreagem dentro do conversor de torque, que agiliza as trocas.

O resultado desse conjunto é uma picape com consumo semelhante ao da versão manual, ou seja, ela roda 7,9 km/l com gasolina e 5,3 km/l com etanol, ambos na cidade, de acordo com o Inmetro – vale ressaltar que a nota A se refere à categoria e não ao geral, que deve se situar na nota D, baseado nos dados da versão manual. A S10 ganhou melhorias no mapeamento da aceleração e na relação do diferencial para ficar mais ágil e econômica.

A Chevrolet também mexeu na suspensão da picape para reduzir a vibração graças aos coxins mais rígidos – na traseira a S10 utiliza feixe de molas, um tipo de suspensão resistente, mas que faz o veículo pular mais do que concorrentes com sistemas independentes, por exemplo.

De olho na Toro

Até quase o final de abril, a S10 havia emplacado 7,6 mil unidades em 2017 contra 9,3 mil da Hilux. Mas é a Toro que incomoda mais. Mesmo menor e ‘urbana’, a picape da Fiat tem feito sucesso no Brasil. Foram cerca de 14 mil emplacamentos nos primeiros quatro meses deste ano e, entre as versões mais procuradas estão as com câmbio automático e motor flex.

A versão Freedom 2.4 litros, por exemplo, custa R$ 98.730 e traz câmbio automático de nove marchas e 186 cv de potência. Como ela mais leve que a S10 (1.700 kg contra 1.800 da Chevrolet) o desempenho é pouco inferior: ela acelera em 9,9 segundos contra 9,5 da S10.

O acerto na suspensão denuncia que a GM está de olho nessa clientela mais urbana, que prefere câmbio automático e que dispensa o (caro) motor turbodiesel. Recuperar a liderança, no entanto, é outra história que veremos nos próximos meses.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!