Chevrolet Tracker ganhará versão Freeride

Com menos equipamentos de série do que a versão LTZ, Freeride vem com bicicleta

Chevrolet Tracker | Imagem: Divulgação

A Chevrolet prepara uma nova verão de entrada para o Tracker chamada de Freeride, segundo publicou o site. Com menor oferta de equipamentos de série e consequentemente preço mais atrativo, a versão terá como principais diferenciais uma bicicleta no suporte do teto e adesivos laterais com a nomenclatura “Freeride”.

O Tracker Freeride abre mão das rodas aro 18" usadas na versão LTZ e adotou um conjunto de 16" calçadas em pneus 205/70R16. O SUV também perde o sistema multimídia MyLink, que deve dar lugar a um rádio mais simples.

A transmissão automática de seis marchas também não estará presente no Tracker de entrada. Ao invés dela será oferecido um câmbio manual. O Tracker ainda deixa de oferecer bancos em couro. O motor provavelmente seguirá sendo o 1.8 16 válvulas flex, capaz de gerar 140 cv e torque de 18,9 kgfm.

Veja também: Jipinho baseado no Fit será apresentado no Salão de Tóquio

Em compensação, apenas na versão Freeride uma bicicleta é oferecida na compra do carro. Com câmbio de 27 marchas, freios a disco e suspensão dianteira, a mountain bike ainda vem em cima de um suporte de teto da marca Thule. A bicicleta, segundo o site, foi customizada pelo departamento de design da Chevrolet e terá a mesma cor do veículo que, na série Freeride, será oferecido apenas em tons branco ou cinza.

A Tracker Freeride chega para suprir a demanda de um SUV da Chevrolet com um preço mais em conta. O Tracker hoje é oferecido apenas nas versões LTZ, por R$ 71.990, e LTZ Plus, que adiciona teto-solar e airbags laterais e de cortina à lista de equipamentos de série, por R$ 75.490. 

O Freeride terá como principal concorrente o Ford EcoSport, atual líder no segmentos de SUVs no Brasil. A Chevrolet ainda não divulgou nem o preço, tampouco a data em que será lançada a versão. A fonte afirma que o modelo futuramente perderá os diferenciais “Freeride”, como a bicicleta, para dar lugar a uma versão de entrada convencional, chamada apenas de LT.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!