A Citroën mostrou o Survolt no Salão de Genebra em meio a muitas explicações de seus executivos, mas nenhum dado concreto. O ápice das definições sobre a novidade é: um conceito que une o dinamismo do automobilismo com glamour e a extravagância da alta costura”. A montadora francesa também se vangloria do fato de o Survolt ter sido desenhado em apenas uma tentativa, diferentemente dos 50 esboços apresentados antes da versão final, como ocorre, segundo Bertrand Dantec, chefe de design do Survolt, com os concorrentes.

A única informação sobre o modelo é que há baterias por todo o carro, que alimentam um motor elétrico de 200kW, que traciona as rodas traseiras. Para Bertrand Dantec, chefe de design do projeto, “é importante o Survolt não se parecer com os demais esportivos. Ele incorpora a suavidade e feminilidade do Revolte, já que acreditamos que ele vai atrair um público diferente do comprador de carros esporte comum”.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Rodrigo Mora

|