Se para os argentinos a grande novidade da Nissan era o SUV Kicks, prestes a chegar ao mercado local, para nós brasileiros a atração da marca estava reservada ao conceito Frontier Attack. Os mais atentos lembrarão que o sobrenome já figurou numa versão anterior da picape e isso irá ocorrer novamente, e com uma pitada tupiniquim.

Foi a equipe de design da montadora no Brasil que desenvolveu a picape-conceito, sobre a nova geração da picape, recém lançada no país. Ao contrário, da versão SL, hoje a única disponível para venda e importada do México, a Attack chegará com o passaporte argentino: a Nissan começará a produzir o Frontier no país vizinho no segundo semestre de 2018.

É quando a picape média poderá ampliar sua gama e competir com as rivais, todas produzidas na região. A Attack, como antecipa o conceito, será uma versão com um visual mais off-road, além de características agressivas como na pintura bicolor, nos emblemas com o nome da versão e nos acessórios diferenciados.

Mas o que chama a atenção é o conjunto de suspensão, rodas e pneus. Elevada em 40 mm, a picape possui rodas 16 polegadas com pneus de perfil alto.

Picape tripla

Com a nova Frontier, a Nissan abrirá sua primeira linha de montagem na Argentina, na cidade de Córdoba, no segundo semestre de 2018. Com isso, o país vizinho será responsável por nada menos que seis dos oito modelos que serão vendidos no Brasil até o final da década. Isso porque a Frontier também servirá de base para outros dois modelos, a Alaskan, da Renault, e a Classe X, da Mercedes-Benz, que também estava presente no evento em Buenos Aires.

 
 
Mercedes-Benz Classe X 2018
 
Mercedes-Benz Classe X 2018
Mercedes-Benz Classe X 2018
Mercedes-Benz Classe X 2018
 
Mercedes-Benz Classe X 2018
Mercedes-Benz Classe X 2018
Nissan Frontier 2018
 
Nissan Frontier 2018
Nissan Frontier 2018
Nissan Frontier 2018
 
Nissan Frontier 2018
Nissan Frontier 2018
 
 

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/