O Contran parece não estar muito certo dos prazos que estabelece. Depois de adiar a fiscalização sobre as cadeirinhas e demais dispositivos de segurança para transporte de crianças em automóveis, o órgão também procrastinou a instalação compulsória de aparelhos antifurto em carros novos. Agora as fabricantes de veículos devem oferecer seus produtos com o dispositivo de série a partir do dia 1º de setembro – e não mais 1º de julho. É a terceira vez que o Contran prorroga a resolução, que já fora marcada para agosto de 2009 e 1º de fevereiro de 2010.

O cronograma de obrigatoriedade dos aparelhos antifurto estabelece que a partir do dia 1° de setembro de 2010, 20% da produção total de carros e comerciais leves destinada ao mercado interno possua o equipamento. Essa porcentagem deve subir para 50% em 1º de dezembro de 2010 e 100% de 27 de dezembro de 2010 em diante. O Contran ainda determina que a partir de 1º de dezembro de 2011, todos os veículos (carros, comerciais leves, caminhões, motocicletas) deve possuir o aparelho – inclusive os importados.

Rodrigo Mora

|