DS 9 E-Tense será vendido na Argentina em 2020

Apresentado para o mercado chinês, modelo híbrido de três volumes deve ser importado da China
DS 9

DS 9 | Imagem: Divulgação

A DS Automobiles, divisão de luxo do grupo PSA (Peugeot-Citroën), apresentou para o mercado chinês o DS 9 na versão E-Tense. O sedã, que compartilha a plataforma EMP2 com o Peugeot 508 europeu, deve começar a ser vendido na Argentina ainda em 2020 sendo importado da China.

Buscando competir em um segmento dominado pelas marcas alemãs com seus sedans grandes na casa dos 5 metros de comprimento, a novidade será posicionada no topo da gama atual da marca francesa. O preço será superior ao do atual DS 7 Crossback vendido por lá e será o primeiro modelo da DS a chegar à Argentina importado do país asiático, o único onde o modelo será produzido. Aqui no Brasil, contudo, a recente disparada no valor do dólar torna difícil a importação de um modelo como o DS 9 ao menos por enquanto. 

No momento, a DS Automobiles anunciou apenas motores a gasolina e híbridos plugáveis como opções de propulsão para este modelo. A versão topo de linha trará o motor 1.6 THP turbo trabalhando em conjunto a dois motores elétricos montados nas rodas traseiras.

Sua potência combinada deverá ser de 355 cv e terá tração integral. As baterias poderão ser carregadas também por tomadas. Haverá ainda uma versão intermediária, também híbrida plugável, mas apenas com tração dianteira. Nessa configuração, oferecerá 247 cv. A versão básica oferecerá o motor 1.6 THP com 222 cv e tração apenas dianteira, mas sem sistema híbrido.

O DS 9 é um sedan de 4,93 m de comprimento e com 2,9 m de distância entre eixos. As versões com tração nas quatro rodas terão suspensão independente em ambos os eixos, sendo o traseiro multilink. As versões com tração dianteira terão um eixo de torção para as rodas traseiras. 

DS 9
DS 9
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags