Se havia algum empresário brasileiro capaz de lançar uma marca nacional de carros esse nome é Eike Batista. O multimilionário empresário carioca, dono do grupo EBX e homem mais rico do país, anunciou que construirá uma fábrica de automóveis na cidade de São João da Barra, no norte do estado do Rio de Janeiro.

E não será uma fábrica comum. Eike quer fabricar veículos elétricos, apontados por especialistas como o futuro do setor. A ideia é investir US$ 1 bilhão e conta com a participação do BNDES na empreitada.

Não é a primeira vez que Eike Batista se aventura pelo mundo dos automóveis. Na época que era mais conhecido como marido da modelo Luma de Oliveira, o empresário lançou a JPX, fábrica de jipes com tecnologia francesa. O objetivo na época era ter um veículo para ser usado na empresa de mineração de Eike e também atender ao Exécito brasileiro. A JPX, no entanto, não durou dez anos antes que fechasse em 2002. Desta vez, o milionário quer aproveitar o crescimento do mercado brasileiro, que deve dobrar em uma década, para viabilizar sua marca nacional.

A meta de Eike é ter os primeiros modelos no mercado em 2014 e produzir 100.000 veículos por ano, um prazo um tanto curto. Não se tem detalhes ainda sobre qual estratégia ele adotará, mas comenta-se que a Renault-Nissan possa participar do projeto - há um outro parceiro europeu que cuidará do design. Bem relacionado no governo, o dono do grupo EBX certamente quer aproveitar possíveis benefícios do ainda não anunciado plano de incentivos para veículos elétricos nacionais que os Ministérios da Fazenda e da Ciência e Tecnologia planejam fazer em breve.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/