O Cadillac Escalade pode ser raríssimo no Brasil – apenas 18 unidades emplacadas em 2010 e outra cinco neste ano –, mas os ladrões norte-americanos têm uma predileção especial pelo SUV. Pesquisa do Highway Loss Data Institute mostra que o luxuoso modelo tem probabilidade seis vezes maior de ser roubado do que a média dos carros mais visados dos EUA.

E o pior: a análise do HLDI não é novidade, já que o Escalade têm aparecido como o mais roubado há anos. De todas as versões, a EXT (picape) é a que tem números mais desanimadores. Ela é responsável por 14 sinistros a cada 1.000 veículos segurados, o que representa oito vezes mais que a média. As picapes, inclusive, são os maiores alvos. A Ford F-250 vem logo atrás do Escalade na lista.

Depois das picapes, o automóvel mais roubado, segundo o HLDI, é o Chrysler 300 C, além daqueles com abundância de potência, como Dodge Charger HEMI e Nissan Maxima. Já os modelos menos visados, ainda de acordo com a entidade, são o Audi A6 sedã e o Mercury Mariner, um SUV de pequeno porte. O HLDI, no entanto, não explica o por quê de os modelos serem menos ou mais roubados.

Lembrando que a lista do HLDI considera apenas o modelos segurados – por isso, seu resultado diverge de outras pesquisas, como a Vehicle Theft Recovery Report, por exemplo, que tem o Honda Accord como o mais roubado.

Rodrigo Mora

|

Veja mais notícias da marca