Fiat Chrysler paralisa produção na Itália

Com a expansão do novo coronavírus no país europeu, Fiat, Jeep e Alfa Romeo acabarão sendo afetadas
Jeep Compass na linha de produção da fábrica de Melfi, Itália

Jeep Compass na linha de produção da fábrica de Melfi, Itália | Imagem: Divulgação

Com a Itália tendo decretado um estado de quarentena em todo o país, incluindo a restrição da entrada e saída de pessoas do território italiano, era uma questão de tempo até que os efeitos do novo coronavírus começassem a ser sentidos na indústria automotiva de lá. Por meio de comunicado na Europa, a FCA (Fiat Chrysler) anunciou que irá “intensificar as medidas” para conter a doença.

Na prática, o grupo paralisará algumas de suas fábricas na Itália. Além de querer evitar a aglomeração de um grande número de pessoas, algo que o governo italiano tenta impedir, as linhas de montagem também estariam sendo afetadas por falta de peças, uma vez que a logística para a entrega de componentes importados, principalmente da China, ficou comprometida.

No total, três fábricas da FCA responsáveis pela construção de modelos da Fiat e da Alfa Romeo naquele país ficarão paradas por três dias, enquanto outra, responsável pelos veículos da Jeep para o mercado europeu e exportação, além de SUVs da Fiat, também terá a produção reduzida por dois dias.

Além de ficar alguns dias sem fabricar veículos, a FCA afirma que está adotando medidas sanitárias para aumentar a segurança dos ambientes de trabalho e descanso de suas plantas italianas, além de uma série de outras atitudes que dão suporte ao esforço do governo italiano na contenção do avanço do Coronavírus naquele país.

Fachada da fábrica da FCA em Melfi, Itália
Fachada da fábrica da FCA em Melfi, Itália
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!