Fiat reduz preço do Punto

Hatch na versão 1.4 também tem agora novo kit com ar-condicionado por metade do preço

Fiat Punto ELX 1.4 | Imagem: Fiat

Prestes a chegar ao mercado brasileiro, o novo Fox e o inédito Agile já fizeram a rival Fiat se mexer. E o modelo escolhido para compensar as novidades é o Punto. O hatch compacto premium normalmente enfrenta o Polo, mais sofisticado, mas, pelo preço também deve entrar em conflito com o Fox melhorado e o grandão Agile.

Para mudar seu foco, a Fiat recorreu a uma medida rara no Brasil – reduziu os preços das versões do Punto em cerca de R$ 2 000. Com isso, a versão mais acessível – 1.4 – caiu de R$ 38 640 para R$ 36 640, pouco mais do que deverá custar o Chevrolet Agile 1.4 LT, de entrada.

Até mesmo o Punto HLX 1.8 passou a ter um preço mais interessante – R$ 43 310 ou R$ 2 300 a menos que antes. Além disso, para valorizar o conteúdo, a marca disponibilizou um novo kit batizado de Comfort voltado para o Punto 1.4 e que traz ar-condicionado, volante com ajuste de altura e profundidade, acabamento prata no painel e para-brisa degradê por R$ 2 100.

Nova versão econômica

Ao mesmo tempo em que melhora a oferta do Punto, a Fiat prepara uma nova versão com motor econômico nos moldes do rival Polo Bluemotion. Segundo o blog Autos e Segredos, ela deve se chamar EVO, mesmo nome do Grande Punto Evo mostrado em Frankfurt. Não se sabe se é coincidência ou a montadora pode ter mudado o hatch para 2010 já.

Recomendados por AUTOO

Youtube
Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Modelo ganhou novo visual e alguns equipamentos interessantes. Assista
Aviação
Maior avião brasileiro está combatendo incêndios no Pantanal

Maior avião brasileiro está combatendo incêndios no Pantanal

Embraer KC-390 da FAB pode ser convertido para avião bombeiro. Veja como funciona
MOTOO
Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Uma das maiores montadoras do mundo, a gigante indiana construiu fábrica própria em Manaus para produção de motocicletas