GM estuda carros mínimos

Novos projetos visam oferecer apenas o necessário para garantir economia e menos impacto ecológico

Projetos ecológicos da GM | Imagem: GM

Luxo, requinte e desperdício passaram a ser palavras proibidas dentro da General Motors. É contra isso que os novos projetos da montadora lutam agora, segundo informações divulgadas pela empresa esta semana.

Automóveis e mesmo picapes agora seguem a filosofia do “simplesmente necessário”, ou seja, apenas o que for útil nos carros será levado adiante. Isso soa como uma série de carros pobres em acabamento e em equipamentos, mas a GM diz que não.

A busca é por conceitos mais proveitosos e que agridam pouco a natureza. Os novos modelos terão menos peças, que poderão ser recicláveis. A aerodinâmica também terá papel fundamental para reduzir o atrito e tornar os motores menos gastões.

A ironia é que a montadora pensa em privilegiar os motores a diesel para suas picapes ecológicas, uma conclusão que outros mercados já chegaram há muito tempo. Enquanto isso, os americanos continuam comprando seus “caminhões” com motores V8 pouco eficientes.

Recomendados por AUTOO

Youtube
RAM Rampage Laramie a diesel

RAM Rampage Laramie a diesel

Será que ainda é vantajoso ter picape com motor turbodiesel?
Aviação
Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Força Aérea Brasileira confirma: quer caças F-16 dos EUA

Mas nega que isso possa atrapalhar operação dos novos Gripen suecos
MOTOO
A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

A partir de R$ 8,5 mil: motos Shineray, Honda e Yamaha

Lista reúne as 10 motos mais baratas do Brasil em maio de 2024. Descubra as opções