GM mantém produção do Classic em São José dos Campos

Montadora também confirmou investimentos na unidade, que estava esvaziada por dificuldades com o sindicato da região

Chevrolet Classic | Imagem: Divulgação

Após um impasse com sindicato da região que já dura seis meses na fábrica de São José dos Campos, a General Motors confirmou que manterá a produção do Classic na unidade até dezembro deste ano. No último sábado (26), a montadora e o sindicato chegaram a um acordo para trazer novos investimentos para a unidade, que quase teve sua linha de montagem encerrada. Se a proposta for aprovada, em assembleia que acontece nesta segunda-feira (28), a GM promete também um investimento de R$ 500 milhões para um novo produto.

O Classic  é um dos modelos campeões de venda da GM, também produzido em São Caetano do Sul (SP). Como a montadora já havia planejado parar de fabricar o sedã em São José no próximo dia 26, a produção do modelo não poderá ser retomada imediatamente por falta de peças. Por isso, foi decidido ainda que os trabalhadores saiam de férias coletivas e retornem ao trabalho no dia 14 de fevereiro. Segundo a GM, o investimento deve ser aplicado no período de 2013 a 2017 e, com isso, há a possibilidade de produção de um novo veículo na cidade. Na planta de SJC, que já foi a maior da montadora no Brasil, foram produzidos modelos como o Corsa, Zafira, Meriva e Blazer além de motores e transmissões. Atualmente, a unidade produz a nova picape S10 e o utilitário Trailblazer, além de motores.

Entenda o que aconteceu na fábrica de SJC

No ano passado deixaram de ser produzidos na unidade três dos quatro modelos daquela linha: Meriva, Zafira e Corsa hatch, que foram “aposentados”. Com a redução na produção, a montadora avaliou que a mão de obra do setor de Montagem de Veículos Automotores (MVA) era excedente.

Devido à intransigência do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade, a planta acabou deixando de receber a produção de novos modelos, direcionada para São Caetano do Sul, Gravataí e Argentina, que ofereceram acordos mais vantajosos.  Aliás, um dia depois do acordo com o sindicato de São José dos Campos, a GM divulgou um comunicado em que anuncia a abertura do terceiro turno de trabalho na fábrica de Gravataí (RS), o que deve criar 2.450 novos empregos.  Além disso, a montadora ainda anunciou a contratação de 180 empregados para a fábrica de motores de Joinville (SC), que será inaugurada oficialmente apenas em 27 de fevereiro, na ocasião do lançamento do novo Prisma.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!