Você pensa que a crise é o principal obstáculo da General Motors para introduzir o Volt no mercado norte-americano? Se sim, errou. A marca ainda tem de criar toda uma infraestrutura no país para que o modelo possa ser tranquilamente vendido e para que ande pelas ruas sem problemas.

Vale lembrar que o Volt é um modelo elétrico, que terá um motor de combustão auxiliar apenas para momentos de urgência. Ou seja, vira e mexe o comprador do modelo terá de recarregar as baterias de seu automóvel em alguma tomada. Mas, quem disse que todos têm tomadas na garagem? E aqueles que nem garagem tem? Para contornar isso, a marca busca maneiras de criar pontos de “abastecimento” distribuídos em locais estratégicos.

Depois de um plano para a viabilidade do modelo na Espanha, a GM acaba de anunciar que duas cidades norte-americanas também estão próximas de aceitar a exigência da marca mais importante do país. San Francisco e Washington DC já estariam negociando pontos para o “abastecimento plugado”.

A companhia ainda não divulgou mais detalhes, mas estaria trabalhando com as autoridades das cidades para tentar assegurar um futuro para o modelo que pode salvar a marca.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Redação

|