Hyundai Genesis é coreano com sotaque alemão

Sedã grande chega à sua segunda geração para brigar com rivais como Audi A6 e BMW Série 5

Genesis terá até 4 opções de motor, sendo que a mais potente é um V8 de 425 cv | Imagem: Divulgação

A Hyundai finalmente mostrou ao público o novo Genesis. Agora em sua segunda geração, o sedã é um dos representantes da marca no segmento de luxo, competindo com rivais de peso como o Mercedes Classe E, Audi A6 e BMW Série 5.

E porte para isso o Genesis tem. Com visual tradicional, o modelo abriu mão da grade dianteira repartida verticalmente para ficar mais convencional. Além disso, em relação ao Genesis anterior, os faróis dianteiros estão mais clássicos, mais retilíneos. O logo frontal, que é diferente dos demais modelos da Hyundai (menos o do Equus), saiu da grade dianteira e está sobre o capô.

Mas as novidades não param por aí. As luzes traseiras ganharam outro formato e agora estão mais longas a ponto de ir quase do meio do porta-malas até o fim da coluna traseira. O pequeno aerofólio integrado à tampa do porta-malas também ajuda o Genesis a ter uma estética mais esportiva.

Mas, aparentemente, foi para o interior do novo Genesis que a Hyundai voltou sua atenção na hora da “reforma”. O ambiente ficou mais claro, com menos poluição visual e aparentemente com materiais mais nobres. O relógio do console, por exemplo, agora é analógico. O volante, a alavanca de câmbio, a central multimídia, tudo mudou.

Veja também: Nissan Altima chega por R$ 99.800

O Hyundai Genesis traz diversos equipamentos de série, como controle de cruzeiro adaptativo, sensor de fadiga, monitoramento de pontos cegos, bancos ventilados e com massageadores, entre outros.
 
Em relação à motorização, a Hyundai não confirmou, porém rumores apontam novas opções. O V6 de 3 litros e 257 cv será oferecido, assim como o V6 3.3 de 282 cv e o V6 3.8 de 315 cv. Para os mais apressados, a companhia sul-coreana ainda vai oferecer o V8 de 5 litros e 425 cv. Segundo a marca, na configuração mais potente o Genesis alcança os 100 km/h partindo do 0 em 5,4 segundos. Em todas as configurações, a transmissão será automática de oito marchas e o veículo contará com tração integral em vez de apenas traseira. É a prova que a Hyundai está menos "norte-americana" e mais europeia nessa nova geração.

O Genesis começará a ser vendido na Coreia em 2014 e pode ser um dos destaques da Hyundai no Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro do ano que vem. Tempo para isso, a marca tem.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!