Hyundai ix35 ganha melhorias de olho no Jeep Compass

Rivais diretos, modelo da Hyundai produzido no Brasil se mexe para não perder vendas
Hyundai ix35 2017

Hyundai ix35 2017 | Imagem: Divulgação

Em conjunto com as apresentações dos novos Creta, Elantra e New Tucson, a Hyundai também apresentou melhorias para o ix35 nacional, um dos SUVs médios de maior procura no Brasil e rival direto do Jeep Compass, modelo que estreou com força como você conferiu no AUTOO.

Até mesmo para atender as novas demandas de eficiência enérgica, tornando-se mais econômico e menos poluente, o Hyundai ix35 2017 passa a contar com start-stop, novos pneus “verdes” e monitoramento da pressão dos pneus. Segundo a Hyundai, o pacote trouxe para o modelo uma redução de 14% no consumo considerando o ciclo de uso combinado cidade e estrada e 12% de melhora no índice de eficiência energética. Vale destacar que o ix35 torna-se o primeiro SUV médio a oferecer start-stop de série. 

Fora esses aprimoramentos, o Hyundai i35 2017 segue com o motor 2.0 16V flex de até 167 cv e 20,6 kgfm de torque, ambos com etanol. A única opção de câmbio é o automático de 6 marchas.

Em tempos de concorrência mais forte, a Hyundai optou por não mexer nos preços do ix35 2017. Ele segue partindo de R$ 99.990 na versão de entrada (R$ 100.990 com pintura metálica ou R$ 101.990 com pintura perolizada) em um pacote de contempla ar-condicionado, rodas de liga leve aro 18”, sensor de estacionamento traseiro, bancos com revestimento parcial de couro, rádio, acendimento automático dos faróis, dentre outros.

O ix35 intermediário está nas lojas por R$ 105.990 (R$ 106.990 com pintura metálica e R$ 107.990 com pintura perolizada) e acrescenta central multimídia com navegador e câmera de ré, controlador de velocidade, chave presencial, rack de teto, dentre outros. Por fim, a versão Top está nas lojas por R$ 129.990 (R$ 130.990 com pintura metálica ou R$ 131.990 com pintura perolizada). O ix35 Top recebe o ar-condicionado automático digital com duas zonas, partida por botão, bancos revestidos de couro sendo o do motorista com ajustes elétricos, 6 airbags, controle de estabilidade e teto solar panorâmico, apenas para citar os principais equipamentos.

Organizando a gama

Com a chegada do Creta, a Hyundai passa a ter uma das gamas de SUVs mais completa do mercado, totalizando seis modelos, na seguinte ordem crescente de preço: Tucson, Creta, ix35, New Tucson, Santa Fe, Grand Santa Fe (este ainda na tabela de preços da marca, mas com uma participação tímida no mercado).

Mesmo com a chegada do Creta, um modelo com visual e proposta mais modernos, a Hyundai garante que não vai descontinuar o Tucson ao menos por enquanto. “O Tucson segue produzido no Brasil. A queda recente nas vendas se deve à adaptação da fábrica para o início da montagem do New Tucson por aqui. Mas o que posso falar é que, enquanto houver demanda, o Tucson segue em linha”, explicou Marcio Alfonso, diretor de engenharia da CAOA, em entrevista para o AUTOO

Tabelado em R$ 69.990 com motor 2.0 flex e câmbio automático de 4 marchas, o Tucson aposta no bom custo-benefício para quem quer um SUV espaçoso e com bom porta-malas sem pagar muito por isso. Considerando que o Creta parte de R$ 72.990 com câmbio manual de 6 marchas e motor 1.6 16V, o Tucson de fato tem argumentos favoráveis a seu favor. Como declarou o executivo da montadora, vamos ver até quando o mercado continuará buscando pelo modelo com o segmento cada vez mais aquecido.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!