No Brasil, ele foi o divisor de águas da Hyundai. O utilitário esportivo Santa Fe, quando ganhou novo visual, passou a encantar gente que nunca havia olhado direito para os carros sul-coreanos – a geração anterior, por exemplo, era tão sem graça que virou raridade nas ruas.

Tucson, Veracruz e Azera vieram depois e já se beneficiaram dessa mudança de conceito que o Santa Fe proporcionou. Agora chegou a vez dele ganhar um leve face-lift de meia idade. Nada radical, apenas um redesenho da dianteira que, como mostram as fotos, parecem mais bem resolvidos que o desenho original.

Como tem um estilo próprio, o Santa Fe não possui referências de DNA da marca como o Veracruz ou o i30. Ou seja, basta alterar o visual à vontade que o resultado não compromete. Veja a nova grade dianteira. Ela apresenta agora três lâminas diagonais contra duas do anterior. O vinco horizontal do para-choque agora se inclina em direção ao assoalho do modelo. Os faróis de neblina sem graça deram lugar a um conjunto mais proeminente.

No interior, novo acabamento, partida do motor com sistema de botão, câmera para auxílio de estacionamento e um inédito câmbio automático de seis marchas. O novo Santa Fe começa a ser vendido na Coreia em agosto e no resto do mundo, incluindo o Brasil, no final do ano.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/