Jeep apresenta a nova geração do Wrangler

Modelos está 91 kg mais leve e recebeu importantes mudanças visuais
Jeep Wrangler 2018

Jeep Wrangler 2018 | Imagem: Divulgação

A nova geração do Jeep Wrangler acaba de ser apresentada nesta semana, no Salão de Los Angeles, EUA, que abre as portas ao público nesta sexta-feira, dia 1, e segue até o próximo dia 10. Após anos sem qualquer modificação, a marca controlada pelo grupo FCA escolheu o evento para apresentar as novidades daquele que é o sucessor do Jeep original. 

A Jeep optou por não fazer grandes mudanças visuais do Wrangler. Claro, iluminação por LED – os faróis redondos foram mantidos -, rodas e pequenos detalhes como novos vincos na carroceria e uma grande reformulada são partes visuais da novidade. Mas, o foco foi a estrutura. A marca conseguiu reduzir 91 kg no peso do aventureiro com a adoção de uma nova arquitetura mais moderna. 

De acordo com a fabricante, a nova estrutura de aço de maior resistência também mescla uma grande quantidade de alumínio espalhado pela carroceria, o que ajudou na dieta do Jeep. Na dianteira, o para-choque ficou ainda mais alto. Outro ponto tradicional são as portas, teto e para-brisas removíveis que permitem que os passageiros do Jeep desfrutem de um passeio ao ar livre.  

O interior leva muito do irmão Compass, como as saídas de ar arredondadas e o belo painel com detalhes digitais. Há uma tela sensível ao toque que pode variar entre 7 e 8,4”, de acordo com a versão escolhida. Elas são três: Sport, Sport S e Rubicon. 

E há duas versões de motor: um 2.0 turbo de 268 cv e 40,8 mkgf de torque ou o forte 3.6 V6 de 285 cv e 35,9 mkgf. O câmbio é manual de 6 marchas ou automático, de 8. E claro, há tração integral para quem for usar o Wrangler na terra.  

O AUTOO entrou em contato com a Jeep para saber se existe previsão de chegada do novo Wrangler ao Brasil, mas até o momento não recebeu uma posição da fabricante. 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!