Lamborghini Egoista: o mundo gira em torno dele

Em comemoração aos 50 anos, marca italiana cria superesportivo inspirado na aviação que só tem lugar para o piloto

Lamborghini Egoista | Imagem: Divulgação

A Lamborghini apresenta o protótipo Egoista, como o nome sugere, um carro feito para uma só pessoa que, segundo a marca, representa o hedonismo levado ao extremo. O modelo foi desenhado por Walter De Silva, chefe de design do Grupo Volkswagen, em homenagem aos 50 anos da marca italiana.

“Eu sou muito ligado a esta marca italiana, sendo um italiano. Queria prestar uma homenagem e desenvolver um veículo que sublinhasse o fato de Lamborghinis sempre serem feitas com paixão e com o coração, mais do que com a cabeça”, disse De Silva.

Equipado com um motor 5.2 V10 de 600 cv, o Lamborghini Egoista foi inspirado no mundo da aviação, em particular no helicóptero de combate Apache, no qual o cockpit pode ser ejetado em uma emergência. Aliás, a cabine é completamente feita em alumínio e fibra de carbono e, de acordo com De Silva, o carro foi projetado com a ideia de que seu habitáculo poderia ter sido retirado de um avião a jato e integrado ao veículo, proporcionando ao motorista uma nova experiência de condução.

Galeria de Fotos: 50 anos da Lamborghini

Os faróis do Egoista, nada tradicionais, mais parecem os de uma aeronave. Luzes de LED determinam sua posição não apenas em um único plano, tal como em uma estrada, mas sim em três dimensões, como é exigido no espaço aéreo. Os paralelos com o mundo da aeronáutica não terminam por aqui: a carroceria é feita de materiais super leves e o veículo possui zonas em que não se pode pisar, devidamente identificadas como em aviões. Além disso, o vidro anti-reflexo possui gradação na cor laranja é a carroceria é feita com um material especial que absorve ondas de radar, passando despercebido por tais aparelhos.

Veja também: Conheça o Aventador em edição de aniversário

Outro ponto que o aproxima muito de um avião é o head-up display, típico de caças militares. Com sua habilitação convencional, você pode pilotar um desses, no entanto, entrar e sair do Egoísta já não é tão simples assim. Para deixar a cabine, por exemplo, o motorista deve remover o volante e colocá-lo no painel, abrir o "canopi" com um comando eletrônico, ficar em pé, sentar-se no lado esquerdo da carroceria e girar as pernas 180 graus... Ou seja, mesmo para tarefas simples como sair do veículo, a Lamborghini requer um verdadeiro top gun.

Ao que tudo indica este conceito único é um presente da Lamborghini para a Lamborghini, ou seja, nem os milionário mais abastados poderão tê-lo.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!