O futuro dos automóveis, às vezes, nos parece temeroso. Afora o fato de os elétricos estarem invadindo a Terra – trazendo com eles uma previsível, mas não certa, dirigibilidade inodora e incolor –, boa parte deles quer tomar do motorista o controle de certas situações, visando sempre o quesito segurança. A Lamborghini não chega a extremos, mas pode tomar uma decisão que deixará tristes muitos fãs.

De acordo com reportagem da revista Motor Trend, a fabricante italiana de esportivos está praticamente decidida a abolir o câmbio manual de seus carros, equipando-os exclusivamente com transmissões automatizadas – de única ou dupla embreagem, dependendo do modelo. Maurizio Reggiani, diretor da Lamborghini, argumenta que no máximo 2% dos clientes optam pela transmissão manual em seus superesportivos. O que, evidentemente, não justificaria manter em produção as caixas manuais.

O executivo da Lamborghini adianta que o substituto do Gallardo (que chega em 2012) já não será oferecido com transmissão manual, mas sim com uma automatizada. O Aventador, último lançamento da marca, traz esse tipo de câmbio com apenas uma embreagem.

Rodrigo Mora

|