LFA é a Ferrari japonesa

Inédito superesportivo da Lexus foi apresentado no Salão de Tóquio

Lexus LFA | Imagem: Lexus

Rebatizado como LFA, o conceito L-FA, da Lexus, foi apresentado nesta quarta-feira no Salão de Tóquio. Sua missão não é das mais fáceis: enfrentar as famosas Ferraris no concorrido mercado de superesportivos.

O bólido da Lexus até tem virtudes para isso. É construído em sua maior parte com fibra de carbono, material usado nos carros de Fórmula 1 que confere leveza e resistência, possui motor V10 compacto de 4.8 litros e 560 cv de potência e tem um visual instigante.

O V10 desenvolvido pela Toyota trabalha em altas rotações – entre 3 700 rpm e 9 000 rpm – e oferece torque máximo de 48,9 kgfm. O câmbio é sequencial de seis marchas e a tração é traseira, como convém a um bom esportivo. Freios e suspensão também seguem o padrão esperado: o primeiro é da marca Brembo e usa fibra de carbono e cerâmica e o segundo, do tipo “duplo A” usado em carros de competição.

O desempenho rivaliza com o da Ferrari 458 Italia, embora o Lexus seja mais pesado e com motor um pouco menos potente. São 325 km/h de velocidade máxima e 0 a 100 km/h em 3,7 segundos.

Mas o preço pedido pela Lexus pode assustar. São US$ 375 mil ou cerca de R$ 650 mil, mas do que a 458 Italia. A marca japonesa, no entanto, quer tornar o LFA um carro raro, para colecionadores. Por isso serão produzidas apenas 500 unidades entre dezembro deste ano e dezembro de 2012.

Recomendados por AUTOO

Youtube
Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Toyota Corolla Cross 2025 muda para encarar chineses

Modelo ganhou novo visual e alguns equipamentos interessantes. Assista
Aviação
Maior avião brasileiro está combatendo incêndios no Pantanal

Maior avião brasileiro está combatendo incêndios no Pantanal

Embraer KC-390 da FAB pode ser convertido para avião bombeiro. Veja como funciona
MOTOO
Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Bajaj inaugura fábrica no Brasil

Uma das maiores montadoras do mundo, a gigante indiana construiu fábrica própria em Manaus para produção de motocicletas