Mazda2 chega à quarta geração mais eficiente

Nova geração do compacto da Mazda traz visual mais moderno e motores mais eficientes

Mazda2 2015 | Imagem: Divulgação

A nova geração do Mazda2, a quarta da linha do modelo, finalmente está entre nós – ou melhor, entre os europeus. A montadora japonesa anunciou no final desta semana a chegada do novo hatch compacto, que inclusive nada tem a ver com a versão anterior. Perdeu a plataforma do primo Ford Fiesta (o último, conhecido por aqui como "New"), adotou visual bem mais moderno e conjunto mecânico que dá gosto.

No design, o Mazda2 2015 incorporou a nova identidade visual do fabricante, já encontrada nos irmãos maiores Mazda3 e Mazda6, que preza por linhas mais limpas, mas ao mesmo tempo agressivas. Todo o conjunto visual do novo hatch compacto lembra bastante o conceito Hazumi, mostrado pela Mazda durante a última edição do Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça. Há como destaque uma enorme grade na dianteira, interligada aos faróis por meio de uma peça de acabamento cromado.

O interior também segue a linha dos modelos de maior porte da linha da Mazda, com formatos mais convencionais, porém sem deixar de lado a beleza. Para se ter uma ideia, o acabamento do novo Mazda2 conta com acabamento em couro com costuras aparentes no painel, ainda que como opcional, algo raramente visto nos modelos da categoria de compactos, sobretudo no Brasil.

Há ainda uma central multimídia no topo do centro do painel, que lembra um tablet, capaz de mostrar também algumas informações a respeito do automóvel. O motorista pode desfrutar ainda do head-up display, logo acima do painel de instrumentos, este bastante bonito, com o conta-giros no centro e logo abaixo, num visor digital, a velocidade.

Já na parte que o consumidor não vê, o Mazda2 agora conta com uma nova plataforma da marca, batizada de SkyActiv, o mesmo nome dos motores que equipam o automóvel. Apesar da Mazda não especificar de forma oficial, o hatch de nova geração será equipado com um motor SKYACTIV-D (diesel) de 1.5 litro, capaz de entregar 105 cavalos e 25,5 kgfm de torque, além de um SKYACTIV-G (gasolina), também 1.5, com 100 cv. A transmissão é sempre de seis marchas, seja manual ou automática.

A chegada do novo Mazda2 no mercado europeu acontecerá logo após sua primeira aparição ao público, no Salão de Paris. Os preços ainda não foram divulgados.

E o Brasil?

Se você gostou de todo o aparato do novo Mazda2, temos uma boa notícia: as chances do dois-volumes chegar ao Brasil até existem. A empresa asiática inaugurou no começo deste ano uma nova linha de montagem em Salamanca, no México, que deverá produzir em breve o novo compacto – atualmente, a planta é responsável pela fabricação do Mazda3. Portanto, a marca poderá importar o modelo ao País sem pagar impostos, já que ambos os mercados possuem acordo comercial.

Se fosse vendido no mercado brasileiro, o Mazda2 brigaria no segmento de compactos "premium", com o Fiat Punto, Ford New Fiesta, Citroën C3, Peugeot 208 e Chevrolet Sonic, com preço na casa dos R$ 50 mil.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!