Mercedes desperta o lado negro do SLS

Nova versão Black Series é mais leve e mais potente; modelo alcança até 315 km/h

Mercedes-Benz SLS AMG Black Series | Imagem: Mercedes-Benz

O lado negro da Mercedes-Benz despertou novamente e desta vez com toda sua fúria. A montadora alemã revelou nesta sexta-feira (11) o superesportivo SLS AMG na versão Black Series, nome usado para designar os automóveis mais radicais da divisão esportiva AMG. Apresentado como modelo 2014, o carro chega às lojas da marca na Europa somente a partir de junho de 2013. E vale a espera.

O SLS AMG Black Series, como não poderia ser diferente, ganhou uma injeção extra de cavalaria e o uso de matérias mais leves, como fibra de carbono e titânio, deixou o carro mais leve.

A versão “anabolizada” é movida pelo mesmo motor 6.2 V8, mas a potência pulou de 583 cv para 631 cv, despertados a 7.400 rpm, enquanto o torque máximo é de 64,7 kgfm a 5.550 rpm. Toda essa força é administrada pelo câmbio semi-automático DCT de dupla embreagem e com 7 marchas.

Veja mais: Mercedes C 63 AMG Coupé Black Series chega ao Brasil

Já os materiais especiais usados na construção deixaram o veículo 70 kg mais leve até chegar a 1.550 kg, o que rende uma relação peso/potência de meros 2,4 kg por cavalos de potência. E como se um cavalo de corrida carregasse apenas um saco de feijão na cela.

Além do reforço na parte mecânica, o SLS Black Series também teve seu perfil aerodinâmico apurado com novas peças. Neste caso mudam o desenho do spoiler frontal, que está mais rente ao solo, e do exaustor traseiro, componente que otimiza o fluxo de ar que passa por baixo do carro. O recurso final é o enorme aerofólio de fibra de carbono, que vai preso a parte traseira do supereportivo.

Ainda na intenção de manter o carro “preso” ao chão, especialmente em curvas, a Mercedes ampliou a largura das bitolas e calçou o modelo com pneus de alta performance, que proporcionam maior “grip” com o piso. A suspensão também está ligeiramente mais baixa e firma, informa a marca. Já as rodas de alumínio usam aro 19” na frente e 20” na traseira.

Com todas essas modificações o modelo, claro, ficou mais rápido. De acordo com a montadora, o SLS AMG Black Series acelera do 0 aos 100 km/h em apenas 3,6 segundos – 0,2 s mais veloz que o SLS “normal” – e atinge a velocidade máxima de 315 km/h, limitada eletronicamente como no modelo convencional. A Mercedes-Benz ainda não divulgou o preço do novo superesportivo.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!