Mitsubishi ultrapassa Peugeot em março

Pela primeira vez, marca francesa fica atrás da japonesa Mitsubishi em vendas; compacto 208 pode ser seu sopro de esperança

Mitsubishi L200 Triton GLX 2013 | Imagem: Mitsubishi Motors

A tabela dos veículos mais vendidos no mês de março de 2013, recentemente divulgada pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), mostrou um fato inédito. A montadora francesa Peugeot perdeu mais uma posição e hoje ocupa o 12º lugar, atrás da japonesa Mitsubishi, que possui uma linha de produção menor e cujos principais produtos são picapes e veículos off-road.

A marca do leão começou o ano de 2013 fora do grupo de elite, ou seja, da lista das 10 marcas mais vendidas do País. No ano de 2012 ela caiu para a 11º posição, no entanto, de janeiro para março a situação da montadora ficou ainda mais grave. De cordo com a Fenabrave, no mês de março foram emplacados apenas 3.330 veículos da Peugeot. Para se ter uma ideia, a chinesa JAC, que iniciou as operações no país em 2011 já vende praticamente a metade desse número.

A PSA Peugeot-Citroën se estabeleceu oficialmente no Brasil no início dos anos 1990 e em em 2001 inaugurou o Centro de Produção de Porto Real, no estado do Rio de Janeiro. A fábrica produz atualmente o novo 208, a linha 207, considerada de entrada no portfólio da Peugeot, com o 207 Passion e a picape Hoggar, além dos veículos Citroën C3, C3 Aircross e C3 Picasso. Também são produzidos motores 1.4 e 1.6 flex na mesma planta.

Um dado curioso é que o Brasil é o único mercado no qual a PSA atua em que a Citroën, considerada uma marca premium, ultrapassa as vendas da Peugeot, que tem veículos com preços mais acessíveis.

Durante a apresentação do hatch 208 em janeiro deste ano, Carlos Gomes, presidente da PSA no Brasil e na América Latina, justificou a perda de posição no ranking. Segundo ele, a queda de 16% das vendas do grupo no Brasil em 2012 ocorreram por conta do intervalo na produção para que a fábrica pudesse receber o capacitário para a linha do 208. Além do investimento de R$ 800 millhões, 10 mil carros deixaram de ser produzidos. Logo, o compacto 208 já nasceu com uma grande responsabilidade, ser o responsável por recuperar as vendas da Peugeot no Brasil. Todavia, seu preço elevado pode ser um dificultador.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!