A consultoria Focus2move, especializada em dados do mercado automotivo global, divulgou o seu levantamento com o consolidado das vendas ao redor do mundo.

De acordo com a pesquisa, chegaram às ruas do planeta 95,6 milhões de automóveis de passeio, uma ligeira queda de 0,2% em relação aos emplacamentos registrados em 2017.

A Focus2move destaca que as projeções indicavam que pela primeira vez na história passaríamos da marca de 100 milhões de automóveis vendidos, porém, destaca a empresa, apesar dos bons números obtidos no primeiro semestre do ano, a segunda metade de 2018 foi abalada pela crise comercial envolvendo a China e os EUA e a introdução do novo padrão de medição de consumo e emissões de poluentes (WLTP) na Europa.

Assim como registrado em 2017, o grupo Volkswagen (reunindo apenas as marca de automóveis no caso Volkswagen, Audi, Skoda, Seat, Bugatti, Lamborghini, Bentley, Porsche) ficou no topo do ranking das grandes empresas automotivas em vendas, registrando 10.830.625 unidades emplacadas no mundo, uma alta de 2,2% nos números de 2018 em relação ao ano imediatamente anterior. Com isso, o grupo Volkswagen conta com 11,4% de participação nas vendas de automóveis no mundo.

Em segundo lugar, também com uma melhora de 2,2% nas vendas, está o grupo Toyota (Toyota, Daihatsu, Lexus, Scion), que foi a escolha de 10.520.655 consumidores ao redor do mundo. O grupo Toyota conta com um share de 11,1% nas vendas de automóveis no globo.

A aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, que hoje se encontra abalada após os escândalos envolvendo seu idealizador, encerrou 2018 na terceira posição entre os conglomerados automotivos, com 10.360.992 unidades comercializadas, um crescimento de 1,3% comparado com 2017. Hoje a Aliança compreende as marcas Nissan, Renault, Mitsubishi, Dacia, Lada, Infiniti, Datsun, Renault Samsung, CMC e ZNA no segmento de automóveis de passeio.

Chama a atenção os dados consolidados da Ford. A empresa norte-americana manteve o 6º lugar no ranking das fabricantes mais vendidas ao redor do mundo, porém registrou uma queda de 8,9% na comparação dos números de 2017 com 2018, quando registrou 5.734.306 unidades vendidas. Segundo a Focus2move, uma das razões para os números de venda da Ford caírem tanto foram os resultados da marca na China, onde ela registrou uma redução de 40,2% nas vendas. A empresa também registrou decréscimo nas vendas no México, Turquia, Austrália, África do Sul e Filipinas. 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/