O que ocorre com a Chevrolet Montana e o Citroën C4 Lounge?

Picape e sedan médio estão com números de emplacamento cada vez menores
Chevrolet Montana 2020

Chevrolet Montana 2020 | Imagem: Divulgação

Quem olhou com mais detalhes o nosso ranking de vendas relativo ao mês de janeiro deste ano pode ter se surpreendido com alguns volumes bastante reduzidos para dois modelos em especial. Estamos falando da picape compacta Chevrolet Montana e o sedan médio Citroën C4 Lounge.

Em que pese o fato da adoção da nova placa Mercosul ter reduzido o volume de emplacamentos em janeiro, a Montana registrou apenas 264 unidades vendidas no mês passado, volume bem distante da Volkswagen Saveiro, com 3.255 unidades ganhado as ruas no mesmo período, e mais longe ainda dos 5.419 emplacamentos da veterana Fiat Strada também em janeiro.

Olhando um pouco para 2019, a Chevrolet Montana ainda registrou um volume mais condizente de emplacamentos em novembro, com 1.085 vendas, caindo para 560 unidades no mês seguinte.

Procurada pelo Autoo, a Chevrolet nos explicou que a Montana segue em linha normalmente, mas não entrou em detalhes sobre a queda nos emplacamentos.

No campo das suposições, talvez o iminente lançamento da nova geração do Chevrolet Tracker, que compartilha a linha de produção com a Montana em São Caetano do Sul (SP), pode ser uma das razões para a queda na fabricação e consequente redução nos emplacamentos da picape, uma vez que a montadora pode ter centrado sua atividades para abastecer a rede de concessionárias com o SUV compacto.

Muito também é dito nos bastidores que a próxima geração do Chevrolet Spin, outro produto que sai da linha de montagem em São Caetano, poderá ser lançado entre o fim deste ano e o começo de 2021. Amplamente baseado na releitura da minivan Orlando, revelada no fim do ano passado na China e agora baseada na mesma plataforma GEM de Onix e Onix Plus.

A própria Montana, por sua vez, deverá ter uma sucessora prevista para estrear em 2022. Também corre nos bastidores que o modelo pode evoluir para uma picape no porte da Fiat Toro ou da nova geração da Fiat Strada, tamanho que parece ser a nova referência para o segmento.

Partindo para o universo dos sedans médios, em janeiro o Citroën C4 Cactus registrou apenas 74 unidades vendidas, o que lhe rendeu um discreto 8º lugar no ranking da categoria, ficando apenas na frente de modelos como o híbrido Toyota Prius e o Mitsubishi Lancer, modelo que já saiu de linha e contava até então com as últimas unidades sendo negociadas nas concessionárias da marca.

O C4 Lounge passou por um facelift no começo de 2018, mas, ao longo de 2019, já demonstrou uma forte redução na procura, tendo alcançado uma média de apenas 132 carros vendidos/mês.

Procurada pelo Autoo, a Citroën não respondeu até o momento ao que credita a redução nas vendas de seu sedan médio e se ele segue em linha normalmente mesmo com esse nível de emplacamentos. 

Citroën C4 Lounge 2019
Citroën C4 Lounge 2019
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!