Pagani lança Zonda 'Revolucion'

Série especial do superesportivo terá apenas cinco unidades produzidas e chassi de carbono-titânio

Superesportivo tem chassi de carbono-titânio | Imagem: Divulgação

A Pagani resolveu ir além e mostrar ao mundo sua excêntrica versão Revolucion do modelo Zonda ao preço de nada menos do que 2,2 milhões de euros, número que ultrapassa os R$ 6 milhões (!), valor suficiente para comprar mais de 250 Chery QQ, o carro mais barato do Brasil.

A fera pode ser considerada ameaçada de extinção pois apenas cinco deles circularão entre nós, reles mortais. Seu chassi, composto por fibra de carbono e titânio, reduz o peso para apenas 1.070 quilos, e o V12 que está encravado em sua carroceria é produzido pela Mercedes AMG e tem seis litros de capacidade cúbica, 811 cv e torque de estratosféricos 76,0 Kgmf.

O Pagani Zonda Revolucion ainda conta com 12 níveis de ajustes no controle de tração, tecnologia desenvolvida pela Bosch, sistema DRS, o mesmo utilizado na F-1, que controla a inclinação do aerofólio, assim como câmbio automático sequencial de seis velocidades e freios da grife Brembo.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!