Modelo importante para a marca Peugeot no Brasil e região, o 208 em sua nova geração sinaliza o grande esforço da marca francesa em recuperar participação de mercado investindo forte por aqui. A introdução da plataforma CMP na Argentina e no Brasil comprova que os dois países voltaram a figurar no centro das atenções da fabricante, que há um bom tempo adotou uma estratégia de internacionalização de seus negócios para ficar menos dependente dos países europeus.

Como você já conferiu em nosso primeiro contato com a nova geração do 208, a arquitetura avançada que dá vida ao projeto alinhou o hatch com o que há de melhor em termos de comportamento dinâmico, silêncio a bordo e conforto ao rodar. Com um design caprichado para a carroceria e um interior envolvente, em especial nas versões mais caras, o novo 208 é um modelo que agrada.

Como ocorre com qualquer empresa no desenvolvimento de um novo produto, equalizar os custos de produção para deixar o artigo com um valor interessante no mercado não é uma tarefa fácil. Para entregar o novo 208 com um custo-benefício coerente com a categoria, a Peugeot optou por oferecer o hatch com o já conhecido motor 1.6 16V associado ao câmbio automático de 6 marchas nas versões convencionais. É um conjunto apenas suficiente para o modelo, como conferimos em nossa avaliação, portanto longe de oferecer a mesma eficiência de propulsores turbo com injeção direta. 

Peugeot 208 2021
Peugeot 208 2021
Imagem: Divulgação


Mesmo assim, a Peugeot não vai deixar de atender quem gostou do visual do novo 208 e não abre mão de um desempenho superior, além de contar com uma consciência ecológica mais aguçada. A partir de 2021, a Peugeot vai oferecer por aqui o 208 e-GT, a variante 100% elétrica do modelo. Durante a apresentação do hatch no Brasil, o Autoo teve a oportunidade de avaliar o compacto não poluente em uma pista localizada no interior de São Paulo e, naturalmente, o 208 e-GT surpreendeu nas primeiras voltas.

Com 136 cv e 25,6 kgfm de torque, o 208 e-GT tem o interessante dom de agradar desde o ambientalista mais ferrenho até os fãs de automóveis que gostam de veículos com uma condução viva e empolgante. Como é peculiar aos carros elétricos, o torque máximo disponível a todo momento faz o 208 e-GT se projetar nas acelerações com um ímpeto singular. O 0 a 100 km/h em ótimos 8,3 segundos está aí para comprovar. Carros elétricos, por sua vez, não costumam ter uma velocidade máxima muito elástica por conta da característica de seus motores, mas, convenhamos, os 150 km/h que o hatch é capaz de atingir já atende com folga os limites de todas as rodovias do país.

Peugeot 208 2021
Peugeot 208 2021
Imagem: Divulgação


É com a propulsão elétrica que o 208 mostra todo o potencial de sua arquitetura mais sofisticada, com um acerto dinâmico muito bem executado apesar do peso extra da bateria principal. Com 1.500 kg, o 208 elétrico é consideravelmente mais pesado do que a versão térmica topo de linha, no caso a Grife 1.6 automática com seus 1.178 kg. Notamos apenas uma certa inclinação lateral da carroceria ligeiramente mais acentuada do que esperaríamos encontrar em um carro de orientação esportiva, mas fica nítido que é apenas um traço de comportamento do carro. 

Peugeot 208 2021
Peugeot 208 2021
Imagem: Divulgação


Com uma autonomia que gravita nos 350 km considerando o novo padrão global (WLTP), o 208 e-GT conta com um bom alcance tomando como base o uso cotidiano na cidade, mas que ainda desperta alguma cautela em viagens mais longas pela infra-estrutura ainda em desenvolvimento para carros elétricos aqui no Brasil. Certamente a Peugeot vai oferecer uma fonte de energia específica para o modelo no formato wall box, por meio da qual o proprietário poderá otimizar os tempos de recarga na residência ou no trabalho. 

Peugeot 208 2021
Peugeot 208 2021
Imagem: Divulgação


Importado da França, o 208 e-GT terá alguns aprimoramentos que não encontramos no 208 argentino, como o freio de mão com acionamento elétrico e a manopla de câmbio mais sofisticada, dois itens que elevam ainda mais a qualidade do habitáculo do hatch. Ao mesclar formas e materiais muito bem selecionados, o novo 208 certamente destaca-se pelo esmero na concepção da cabine. O espaço interno, por sua vez, está apenas em linha com o que encontramos entre os demais hatches compactos e o porta-malas da variante elétrica preserva a capacidade das versões convencionais (265 litros), o que é muito bom e mostra mais uma vantagem do fato da plataforma CMP ter sido projetada de olho na eletrificação da gama. 

Peugeot 208 2021
Peugeot 208 2021
Imagem: Divulgação


Considerando que modelos como o Nissan Leaf contam com preços na casa de R$ 200 mil, é bem provável que o valor do 208 e-GT aqui no Brasil fique próximo deste valor ou talvez ligeiramente acima dependendo das variações cambiais. De qualquer forma, o hatch elétrico traz uma lista de apelos bem interessantes, apesar de ainda ser destinado a um público bastante específico aqui no Brasil. 

Peugeot 208 2021
Peugeot 208 2021
Imagem: Divulgação

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/